Pressões internas e externas na utilização de padrões de divulgação de informações socioambientais amplamente aceitos: uma análise sobre estrutura de governança corporativa, ambiente institucional e a perspectiva de legitimação

Autor:Luciana Siqueira Ambrozini
Cargo:Doutora em Administração das Organizações Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto Universidade de São Paulo
Páginas:3-25
RESUMO

O objetivo deste estudo é verificar se pressões internas, representadas pela estrutura de governança corporativa das organizações, e pressões externas, representadas pelo ambiente institucional legal e pressões exercidas por acionistas e credores, influenciam a utilização de padrões de divulgação de informações socioambientais voluntárias (i.e., GRI) amplamente aceitos. A amostra é composta por... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2017v14n31p3
3
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v.14, n. 31, p. 03-25,
jan./abr. 2017
Pressões internas e externas na utilização de padrões de divulgação de
informações socioambientais amplamente aceitos: uma análise sobre
estrutura de governança corporativa, ambiente institucional e a perspectiva
de legitimação
Internal and external pressures on the use of social and environmental information
disclosure standards widely accepted: a corporate governance structure analysis,
institutional environment and the legitimacy perspective
Las presiones internas y externas sobre el uso de normas de información de información
ambiental ampliamente aceptadas: un análisis de la estructura de gobierno corporativo,
institucional y perspectiva de la legitimación
Luciana Siqueira Ambrozini
Mestra em Controladoria e Contabilidade
Doutora em Administração das Organizações
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto
Universidade de São Paulo
Endereço: Avenida Tereza Palmeira Gallon, n425, casa 10 - Bairro Jardim Itaú
CEP: 14.040-600 Ribeirão Preto/SP - Brasil
E-mail: lucianasiqueira@usp.br
Telefone: (16) 98817-8007
Artigo recebido em 27/01/2015. Revisado por pares em 01/04/2016. Reformulado em
13/12/2016. Recomendado para publicação em 15/01/2017 por Carlos Eduardo Facin Lavarda
(Editor-Chefe). Publicado em 30/04/2017.
Luciana Siqueira Ambrozini
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 14, n. 31, p. 03-25, jan./abr. 2017
4
Resumo
O objetivo deste estudo é verificar se pressões internas, representadas pela estrutura de
governança corporativa das organizações, e pressões externas, representadas pelo ambiente
institucional legal e pressões exercidas por acionistas e credores, influenciam a utilização de
padrões de divulgação de informações socioambientais voluntárias (i.e., GRI) amplamente
aceitos. A amostra é composta por 96 empresas e foi utilizada a técnica estatística da Regressão
Logística para análise dos dados. Os resultados demonstraram que a estrutura de governança
corporativa se apresenta como fator relevante para utilização desses padrões de divulgação. A
presença de um mecanismo de governança associado à responsabilidade socioambiental exerce
influência na utilização dos padrões isoladamente do conjunto de mecanismos que compõem a
estrutura de governança. O ambiente institucional legal não se apresentou significativo,
enquanto as pressões exercidas por credores e acionistas apresentaram-se relevantes na decisão
de utilizar o padrão de divulgação em análise. Os resultados corroboram para a perspectiva da
legitimação da Teoria Institucional.
Palavras-chave: Responsabilidade socioambiental; Disclosure voluntário; Padrões de
divulgação
Abstract
The aim of this study is to verify if internal pressures represented by the corporate governance
structure of organizations, and external pressures represented by the legal institutional
environment and pressures exerted from shareholders and creditors influence the use of
voluntary social and environmental information disclosure standards (i.e., GRI) widely
accepted. The sample consists of 96 companies and it was used the statistical technique of
Logistic Regression for analyzing the data. The results showed that corporate governance
structure is a relevant factor for the use of these disclosure standards. The governance
mechanism presence associated to socio- environmental responsibility exerts influences on the
use of standards isolated from the set of mechanisms that make up the governance structure.
The legal institutional environment was not significantly presented, while the exerted pressures
from creditors and shareholders were relevant on taking the decision to use the disclosure
standard under analysis. The results corroborate with the Institutional Theory legitimacy
perspective.
Keywords: Social responsibility; Voluntary disclosure; Disclosure standards
Resumen
El objetivo de este estudio es verificar que las presiones internas, representados por la
estructura de gobierno corporativo de las organizaciones, y la presión externa, representada
por el entorno institucional legal y la presión de los accionistas y acreedores, influyen en el
uso de la divulgación voluntaria de las normas de información socio ambiental (i.e. GRI )
ampliamente aceptado. La muestra se compone de 96 empresas y se ha utilizado la técnica
estadística de regresión logística para analizar los datos. Los resultados mostraron que la
estructura de gobierno corporativo se presenta como un factor relevante para el uso de estas
normas de divulgación. La presencia de un mecanismo de gestión asociado con la
responsabilidad socio ambiental influye en el uso de las normas de forma aislada del conjunto
de mecanismos que componen la estructura de gobierno. El entorno institucional legal no
aparecerá significativo, ya que la presión de los acreedores y accionistas tuvo que ser relevante

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO