Influência da estrutura do conselho de administração e do controle corporativo no turnover do CEO das empresas abertas no Brasil

Autor:Carlos André Marinho Vieira, Orleans Silva Martins
Páginas:181-201
RESUMO

A segregação entre a propriedade e o controle existente nas corporações tem ressaltado o papel do Conselho de Administração, responsável por eleger, destituir, monitorar e avaliar as ações da equipe de gestão, cujo principal agente é o Chief Executive Officer (CEO). Nesse contexto, este trabalho analisou a influência da estrutura do Conselho de Administração e do Controle Corporativo no turnover... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2018v15n34p181
181
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 34, p. 181-
201, jan./mar. 2018
Influência da estrutura do conselho de administração e do controle
corporativo no turnover do CEO das empresas abertas no Brasil
Influence of the board structure and corporate control on the CEO turnover of firms in
Brazil
Influencia de la estructura del consejo de administración y del control corporativo en el
turnover del CEO de las empresas en Brasil
Carlos André Marinho Vieira
Doutorando em Ciências Contábeis pela Universidade Federal da Paraíba
Endereço: Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Campus I, Cidade Universitária.
CEP: 58.051-900 João Pessoa/PB - Brasil
E-mail: c.andre.mv@gmail.com
Telefone: +55 (83) 3216-7285
Orleans Silva Martins
Doutor em Ciências Contábeis pelo Programa Multi-institucional e Inter-regional de Pós-
graduação em Ciências Contábeis (UnB/UFPB/UFRN)
Professor-Adjunto da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)
Endereço: Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Campus I, Cidade Universitária.
CEP: 58.051-900 João Pessoa/PB - Brasil
E-mail: orleansmartins@yahoo.com.br
Telefone: +55 (83) 3216-7285
Artigo recebido em 03/01/2016. Revisado por pares em 22/10/2017. Reformulado em
17/12/2017. Recomendado para publicação em 08/03/2018 por Carlos Eduardo Facin Lavarda
(Editor-Chefe). Publicado em 28/03/2018.
Carlos André Marinho Vieira, Orleans Silva Martins
182
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 34, p. 181-201, jan./mar. 2018
Resumo
A segregação entre a propriedade e o controle existente nas corporações tem ressaltado o papel
do Conselho de Administração, responsável por eleger, destituir, monitorar e avaliar as ações
da equipe de gestão, cujo principal agente é o Chief Executive Officer (CEO). Nesse contexto,
este trabalho analisou a influência da estrutura do Conselho de Administração e do Controle
Corporativo no turnover do CEO das empresas abertas no Brasil. A amostra reuniu 111
empresas integrantes do índice IBrX100 da Bolsa, Brasil, Balcão (B3) entre os anos de 2009 a
2013. Utilizando regressões logísticas, observamos evidências de que as chances de ocorrência
de turnover do CEO aumentaram quando a empresa apresentou baixo retorno acionário e/ou
lucratividade. A independência do Conselho não influenciou a sensibilidade do turnover do
CEO ao desempenho. Outros resultados indicaram que a dualidade dos cargos de CEO e
Chairman esteve negativamente relacionada ao turnover do CEO. Já a concentração acionária,
levando em consideração as ações totais, diminuiu a sensibilidade do turnover do CEO ao
desempenho.
Palavras-chave: Governança corporativa; Turnover do CEO; Dualidade de funções;
Conselheiros independentes; Controle acionário
Abstract
The separation of ownership and control in firms has emphasized the role of the Board of
Directors, which is responsible for electing, removing, monitoring and evaluating the actions
of the management team, whose main agent is the Chief Executive Officer (CEO). In this
context, this paper analyzes the influence of the board structure and Corporate Control on CEO
turnover of Brazilian listed companies. The sample consists in 111 firms listed on Bolsa, Brasil,
Balcão (B3) IBrX100 index between 2009 to 2013. We employed logistic regressions and
observed evidence that the likelihood of CEO turnover increased when the company had low
stock returns and/or profitability. Board independence did not influence the CEO turnover
sensitivity to performance. Other main results are that CEO duality was negatively related to
CEO turnover. Ownership concentration decreased the sensitivity of CEO turnover to
performance.
Keywords: Corporate governance; CEO Turnover; CEO Duality; Independent directors;
Ownership concentration
Resumen
La segregación entre la propiedad y el control existente en las corporaciones ha resaltado el
papel del Consejo de Administración, responsable de elegir, destituir, monitorear y evaluar las
acciones del equipo de gestión, cuyo principal agente es el Chief Executive Officer (CEO). En
este contexto, este trabajo analizó la influencia de la estructura del Consejo de Administración
y del Control Corporativo en el turnover del CEO de las empresas abiertas en Brasil. La
muestra reunió a 111 empresas integrantes del índice IBrX100 de la Bolsa, Brasil, Balcón (B3)
entre los años 2009 a 2013. Utilizando regresiones logísticas, observamos evidencias de que
las posibilidades de ocurrencia de turnover del CEO aumentaron cuando la empresa presentó
bajo retorno accionario y/o rentabilidad. La independencia del consejo no influenció la
sensibilidad del turnover del CEO al rendimiento. Otros resultados indicaron que la dualidad
de los cargos de CEO y Chairman estuvo negativamente relacionada con el turnover del CEO.
La concentración accionaria, teniendo en cuenta las acciones totales, disminuyó la sensibilidad
del turnover del CEO al desempeño.
Palavras Clave: Gobierno corporativo; Turnover del CEO; Dualidad de funciones; Consejeros
independientes. Control accionario

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO