Homenagem a Armando Casimiro Costa Filho

Autor:Márcio Túlio Viana - Raquel Portugal Nunes
Páginas:367-367
 
TRECHO GRÁTIS
Um homem bom.
Se três palavras pudessem resumir um homem, seriam estas, talvez, o resumo
de Armando Casimiro Costa Filho, o nosso saudoso Armandinho.
Amável, sensível, inteligente, gostava de ler sobre os vikings, e, como eles,
viajar pelos quatro cantos, provando comidas e conhecendo pessoas diferentes.
Torcedor do Corinthians, ouvia Beth Carvalho, amava antiguidades e ia à missa
aos domingos.
Um dia foi recebido pelo Papa João Paulo II – o que, para ele, foi sempre o
maior dos orgulhos.
Além de diretor da LTr Editora, era redator e revisor de sua revista.
Idealista, entusiasmava-se com os novos autores e com os novos livros. Mas
sempre discretamente, quase timidamente, como era de seu estilo.
Herdou do pai, também Armando, o amor e o ardor pelo Direito do Trabalho.
Deixou uma filha, Beatriz, e um pequeno cachorro – da raça mais inteligente
do mundo – a quem costumava chamar de meu netinho.
E também deixou muitas saudades entre os que o conheciam.
HOMENAGEM A ARMANDO CASIMIRO COSTA FILHO
21.02.1950 + 13.12.2018.
6112.9 O Segundo Processo sem rodapés.indd 367 27/02/2019 12:37:48

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO