Crise econômica, luta de classes e Serviço Social no Brasil

Autor:Adilson Aquino Silveira Júnior
Páginas:96-107
RESUMO

O texto objetiva analisar a crise econômica presente na realidade brasileira a partir de 2011, assinalando seus impactos sociais e políticos, em especial suas consequências para um acirramento da luta de classes no país. Aborda também a agenda restauradora que as classes dominantes estão impondo para resolução da crise. Em face desse quadro econômico e político, o texto visa, ainda, refletir... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
96
Recebido em 30.05.2017. Aprovado em 05.09.2017. Revisado em 27.11.2017.
Adilson Aquino Silveira Júnior
Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Serviço Social,
Recife, PE, Brasil (UFPE)
Crise econômica, luta de classes e Serviço Social no
Brasil
ARTIGO TEMÁTICO: ESTADO, ECONOMIA E DEMOCRACIA NO BRASIL E AMÉRICA LATINA
Crise econômica, luta de classes e Serviço Social no Brasil
Resumo: O texto objetiva analisar a crise econômica presente na realidade brasileira a partir de 2011, assinalando seus impactos sociais
e políticos, em especial suas consequências para um acirramento da luta de classes no país. Aborda também a agenda restauradora que
as classes dominantes estão impondo para resolução da crise. Em face desse quadro econômico e político, o texto visa, ainda, refletir
sobre as tendências ideológicas e políticas conciliatórias tradicionalmente presentes no Serviço Social, e como o Conselho Federal de
Serviço Social aponta uma alternativa estratégica para a inserção da profissão na realidade brasileira através do tema proposto para o Dia
do/a Assistente Social de 2017: Na luta de classes não há empate – Assistente Social: profissional em defesa das liberdades democráticas
e dos direitos sociais. Para tanto, foi realizado um estudo utilizando fontes bibliográficas e documentais.
Palavras-chave: Crise econômica. Lutas de classes. Ideologia. Serviço Social.
Economic Crisis, Class Struggle and Social Work in Brazil
Abstract: The purpose of this text is to analyze the economic crisis in Brazil since 2011, indicating its social and political impacts,
particularly its consequences for an intensification of the class struggle in the country. It also addresses the restorative agenda that the
dominant classes are imposing for the resolution of the crisis. In light of this economic and political situation, the article also reflects on
the conciliatory ideological and political tendencies traditionally found in social work, and how the Federal Social Work Council offers
a strategic alternative for the insertion of the profession in the Brazilian reality through the theme proposed for the day of the social
worker of 2017: In the class struggle there is no tie – Social Workers: professionals in defense of democratic liberties and social rights.
To do so, a study was conducted of bibliographic and documentary sources.
Keywords: Economic crisis. Class struggle. Ideology. Social Work.
R. Katál., Florianópolis, v. 21, n. 1, p. 96-107, jan./abr. 2018 ISSN 1982-0259
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1982-02592018v21n1p96
© O(s) Autor(es). 2018 Acesso Aberto Esta obra está licenciada sob os termos da Licença Creative
Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (https://creativecommons.org/licenses/by-
nc/4.0/deed.pt_BR), que permite copiar, distribuir e reproduzir em qualquer meio, bem como adaptar, transformar e
criar a partir deste material, desde que para fins não comerciais, e que você forneça o devido crédito aos autores
e a fonte, insira um link para a Licença Creative Commons e indique se mudanças foram feitas.

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO