Apresentação

Autor:Eneida Gonçalves de Macedo Haddad
Ocupação do Autor:Mestre em Antropologia Social e Doutora em Sociologia pela USP, docente e pesquisadora/UNINOVE
Páginas:13-18
 
TRECHO GRÁTIS
13

O interesse em conhecer a Defensoria Pública do Estado de São
Paulo levou as autoras, professoras do Curso de Direito da Universida-
de Nove de Julho/UNINOVE, a desenvolverem um projeto de pesquisa
voltado ao resgate da história dessa instituição. Iniciada em agosto de
2007 e concluída em 2010, a investigação envolveu muitos alunos de
Iniciação Cientíca. O referido objeto de estudo buscou alcançar qua-
tro objetivos: resgatar a memória do Movimento organizado tendo em
vista a criação da instituição; conhecer a tramitação do pertinente pro-
jeto de lei na Assembleia Legislativa de São Paulo; analisar a atuação
da instituição e, por m, avaliar o papel que ela vem desempenhando
juridicamente na defesa dos direitos sociais. Cada autora dedicou-se ao
alcance de um dos objetivos.
“A Defensoria Pública do Estado de São Paulo: por um acesso
democrático à Justiça” é fruto de um trabalho coletivo. Ao empenho
das pesquisadoras congregou-se o dos informantes1 que, ao abrirem
os arquivos da memória, ao guiarem os passos inicialmente titubean-
tes deste estudo, trouxeram contribuições valiosas para a compreensão
das diculdades de democratização do direito e da justiça na história
presente da sociedade brasileira.
A trajetória da Defensoria Pública Paulista, a partir da sua tardia
criação em janeiro de 2006, aponta, num primeiro plano, a resistência
1 Antonio José Maffezoli Leite; Carlos Weis; Cristina Guel Gonçalves; Flávia D’Urso;
Maria Amélia de Almeida Teles; Pedro Giberti; Renato Campos Pinto De Vitto e
Vítore André Zílio Maximiano.

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO