Repensar as políticas públicas para fechar o fosso digital na América Latina

Autor:Pablo Bello - Andrés Sastre
Páginas:267-280
RESUMO

A América Latina tem feito progressos significativos nos últimos anos em termos de conectividade, mas ainda há desafios significativos para alcançar o fechamento do fosso digital e a plena inserção da região na Sociedade da Informação. Compreender as transformações ocorridas no ecossistema digital nos últimos anos, em particular o fenômeno da convergência, e os fatores que influenciam os... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
247
Repensar as políticas públicas para fechar o fosso digital na América Latina
13 Repensar as políticas públicas para fechar o
fosso digital na América Latina
Pablo Bello e Andrés Sastre
Resumo
A América Latina tem feito progressos significativos nos últi-
mos anos em termos de conectividade, mas ainda há desafios
significativos para alcançar o fechamento do fosso digital e a
plena inserção da região na Sociedade da Informação. Com-
preender as transformações ocorridas no ecossistema digital
nos últimos anos, em particular o fenômeno da convergên-
cia, e os fatores que influenciam os processos decisórios de
investimentos em redes é fundamental para que as políticas
públicas promovam a configuração de círculos virtuosos de
concorrência, inovação e maior cobertura de serviços de co-
nectividade. Reconhecer os avanços notáveis dos últimos
anos nos permite valorizar os fatores que ajudaram a demo-
cratizar o acesso, mas ao mesmo tempo destaca a magnitude
da tarefa pendente e confirma que o caminho a ser percorrido
é mais complicado do que o já existente.
Para a América Latina retomar ritmos de crescimento econô-
mico que aprofundam a redução da pobreza e geram oportu-
nidades de progresso e igualdade, é essencial aumentar a pro-
dutividade e transformar a estrutura de criação de valor. É por
isso que a digitalização dos processos de produção é uma das
políticas econômicas mais importantes que temos que realizar.
Conseguir o fechamento do fosso digital e ter uma infraestru-
tura de conectividade de classe mundial é uma condição ne-
cessária, embora não suficiente, para avançar nessa direção.
13.1 Introdução
A América Latina deu passos significativos nos últimos anos em favor
do fechamento do fosso digital. As pessoas, casas e empresas estão
cada vez mais conectados, as velocidades – como um indicador de
qualidade – aumentaram constantemente, e os preços em termos
reais caíram. Embora ainda existam lacunas significativas entre
248
Governança e regulações da Internet na América Latina
Análise sobre infraestrutura, privacidade, cibersegurança e evoluções tecnológicas em
homenagem aos dez anos da South School on Internet Governance
as áreas urbanas e rurais, entre os setores de alta renda e os mais
pobres, entre grandes empresas e microempresas, entre outras, pro-
gressivamente a região está diminuindo a distância com os países
mais avançados da região quanto ao acesso àInternet. Isso é funda-
mentalmente a conseqüência do rápido desenvolvimento das redes
de telecomunicações nos últimos anos, em um ambiente de aber-
tura ao investimento e à concorrência, que permitiu democratizar o
acesso à telefonia e está favorecendo a inclusão digital.
As políticas públicas desempenharam um papel central nesta his-
tória de avanços, impulsionando a concorrência, lançando as bases
para o investimento privado e, especialmente, projetando ins-
trumentos para expandir a oferta de serviços para áreas menos
lucrativas para as empresas. A infraestrutura de telecomunicações
da América Latina é, à distância, a infraestrutura mais robusta e
generalizada da região.
Gráficos 1,2 e 3. Adopção de Internet, Banda Larga Móvil e Preços.
Adopção de internet
Banda Larga Móvil

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO