Reflexividade do exame de suficiência frente ao estabelecido pelo currículo mundial ONU/UNCTAD/ISAR e a eixos de competências requeridas dos profissionais da área contábil

Autor:Nelson Felipe Tavares Sales Carrozzo - Vilma Geni Slomski - Valmor Slomski - Ivam Ricardo Peleias
Cargo:Mestre em Ciências Contábeis e Controladoria (UNIFECAP) - Doutor em Controladoria e Contabilidade (USP) - Pós-doutorado em Controladoria e Contabilidade (USP) e Doutorado em Educação (USP) - Doutor em Controladoria e Contabilidade (USP)
Páginas:82-99
RESUMO

Esta pesquisa objetivou determinar a reflexividade do Exame de Suficiência do Conselho Federal de Contabilidade frente ao Currículo Mundial ONU/UNCTAD/ISAR e a eixos de competências requeridas dos profissionais da área Contábil. Realizou-se uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa. A técnica de coleta dos dados foi a documental e a de análise foi a de conteúdo. Constatou-se a adequação... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
82
Artigo
Original
Artigo
Original
Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, v. 17, n. 45, p. 82-99, out./dez., 2020.
Universidade Federal de Santa Catarina. ISSN 2175-8069. DOI : https://doi.org/10.5007/2175-8069.2020v17n45p82
Reflexividade do exame de suficiência frente ao estabelecido
pelo currículo mundial ONU/UNCTAD/ISAR e a eixos de
competências requeridas dos profissionais da área contábil
Reflexivity of the sufficiency exam in face of the established by the world curriculum
ONU/UNCTAD/ISAR and the competence axes required of accounting professionals
Reflexividad del examen de suficiencia en relación con lo establecido por la estructura curricular
mundial ONU/UNCTAD/ISAR y los ejes de competencias requeridos de los profesionales en el área
de contabilidad
Nelson Felipe Tavares Sales Carrozzo*
Mestre em Ciências Contábeis e
Controladoria (UNIFECAP)
Professor da Faculdade Santa Lúcia,
Mogi Mirim/SP, Brasil
prof.nelsoncarrozzo@outlook.com
https://orcid.org/0000-0002-5183-5572
Valmor Slomski
Doutor em Controladoria e Contabilidade (USP)
Professor e Pesquisador do Departamento de
Contabilidade e Atuária (USP), São Paulo/SP, Brasil
valmor@usp.br
https://orcid.org/0000-0001-6346-8207
Vilma Geni Slomski
Pós-doutorado em Controladoria e Contabilidade (USP) e
Doutorado em Educação (USP)
Professora e Pesquisadora do Programa de Mestrado em Ciências
Contábeis (UNIFECAP), São Paulo/SP, Brasil
vilma.geni@fecap.br
https://orcid.org/0000-0001-6346-8207
Ivam Ricardo Peleias
Doutor em Controladoria e Contabilidade (USP)
Professor e Pesquisador do Programa de Mestrado em Ciências
Contábeis (UNIFECAP), São Paulo/SP, Brasil
ivamrp@fecap.br
https://orcid.org/0000-0003-3502-964X
Endereço do contato principal para correspondência*
Rua Augusto Bianchi, n 185, Parque Imprensa, CEP: 13806-341 – Mogi Mirim/SP, Brasil
Resumo
Esta pesquisa objetivou determinar a reflexividade do Exame de Suficiência do Conselho Federal de
Contabilidade frente ao Currículo Mundial ONU/UNCTAD/ISAR e a eixos de competências requeridas dos
profissionais da área Contábil. Realizou-se uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa. A técnica de
coleta dos dados foi a documental e a de análise foi a de conteúdo. Constatou-se a adequação do Exame
frente ao Currículo Mundial, com destaque dos blocos de conhecimentos básicos em Contabilidade, seguido
dos organizacionais e da atividade comercial. Todavia, não foram identificados conteúdos de Tecnologia da
Informação. As competências técnico-profissionais foram mais expressivas no Exame do que as
organizacionais e sociais. Concluiu-se que a prova reflete a maioria dos conhecimentos exigidos pelos
padrões internacionais para a atuação de um contador global, no entanto o Exame de Suficiência carece de
melhorias no que concerne a uma abrangência maior de conteúdos que demandem a mobilização de
competências sociais e gerenciais.
Palavras-chave: Exame de Suficiência; Profissão Contábil; Competências profissionais; Currículo Mundial
ONU/UNCTAD/ISAR
Abstract
This research aimed to determine the reflexivity of the Sufficiency Examination of the Federal Accounting
Council in relation to the UN/UNCTAD/ISAR World Curriculum and to the axe’s competence required of the
Accounting professionals. A descriptive research with a qualitative approach was carried out. Data were
collected using documentary technique and content analysis was performed. The adequacy of the Exam was
found in relation to the World Curriculum, with emphasis on the basic blocks of knowledge in Accounting,
followed by organizational and commercial activity. However, Information Technology content has not been
identified. The technical-professional competences were more expressive in the Exam than the organizational
Nelson Felipe Tavares Sales Carrozzo, Vilma Geni Slomski, Valm or Slomski, Ivam Ricardo Peleias
83
Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, v. 17, n. 45, p. 82-99, out./dez., 2020.
Universidade Federal de Santa Catarina. ISSN 2175-8069. DOI : https://doi.org/10.5007/2175-8069.2020v17n45p82
and social ones. It was concluded that the test reflects most of the knowledge required by international
standards for the performance of a global accountant, however the Sufficiency Exam needs improvement
regarding a wider range of content that requires the mobilization of social and managerial competences.
Keywords: Sufficiency Examination; Accounting Profession; Professionals competences; UN/UNCTAD/ISAR
World Curriculum
Resumen
Esta investigación buscó determinar la adecuación del Examen de Competencia Profesional del Consejo
Federal de Contabilidad con el Programa Mundial ONU/UNCTAD/ISAR y con los ejes de competencias que
se requieren de los profesionales del área contable. Se realizó una investigación descriptiva con enfoque
cualitativo. La técnica para recolección de datos fue la recopilación documental y el método de investigación
fue el análisis de contenido. Se comprobó la adecuación del examen frente al Programa Mundial, con énfasis
en los bloques de conocimientos básicos en Contabilidad, organización contable y actividad comercial. Pero
no se identificaron los contenidos de Tecnología de la información. Las competencias técnico profesionales
fueron más expresivas que las organizacionales y sociales. Se concluyó que el Examen exige la mayoría de
los conocimientos establecidos por los padrones internacionales para la actuación de un contador global, sin
embargo, el Examen necesita mejorías con la inclusión de más contenidos que abarquen las competencias
sociales y gerenciales.
Palabras clave: Examen de Suficiencia; Profesión contable; Competencias profesionales; Curriculum Mundial
ONU/UNCTAD/ISAR
1 Introdução
As discussões sobre a formação por competências têm sido a agenda tanto no âmbito da educação
como do trabalho. Os avanços científicos, tecnológicos, econômicos, sociais e culturais produzem impactos
significativos no modo de vida das pessoas e das profissões, de tal modo que o trabalho não significa mais
um conjunto de tarefas associadas ao cargo, mas um prolongamento das competências que o indivíduo
mobiliza frente a situações de trabalho cada vez mais flexíveis e complexas (KATO, 2007; LAFFIN, 2015;
SLOMSKI; SOUZA; PEREIRA; SILVA, 2016; ARANTES; SILVA, 2020). Essas transformações nas relações
de produção são os fatores de maior influência na institucionalização da noção de competências e foco das
mudanças curriculares que buscam cada vez mais aproximar o perfil desejado do egresso ao que o mundo
do trabalho requer (DELUIZ, 2001).
Este estudo utiliza o termo “mundo do trabalho” por ser mais abrangente e complexo, concilia
constructos que abarcam não apenas a formação técnica (saber-fazer), mas também as dimensões
socioafetivas, cognitivas e atitudinais (SLOMSKI et al., 2016, p. 2). A busca por um alinhamento maior entre
o perfil de profissional que os cursos desejam e aquele que o mundo do trabalho necessita é foco de interesse
de pesquisas (DELUIZ, 2001; FLEURY; FLEURY, 2004; KATO, 2007; FELIZARDO, 2010; LAFFIN, 2015;
KUENZER, 2003; SLOMSKI et al., 2016; ARANTES; SILVA, 2020) que tratam das mudanças curriculares e
do modo como a noção de competência influencia na organização dos currículos dos cursos de Graduação.
Tais investigações defendem a ideia de que, no âmbito empresarial, a crescente competitividade conduz ao
alinhamento das políticas de gestão de pessoas com as estratégias da empresa de modo a incorporar “à
prática organizacional o conceito de competência” apontando assim para “novos elementos na gestão do
trabalho.” (DELUIZ, 2001, p. 1).
Nesta lógica, o conceito de competências lidera as reformulações curriculares, em especial, a Lei de
Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBN, Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996) que, em seu
capítulo IV, artigo 43, destaca que a finalidade da educação superior é “estimular a criação cultural, o
desenvolvimento do espírito científico e do pensamento reflexivo”. Nessa lógica caminha a Resolução
CNE/CES n. 10/2004 que instituiu as Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) para o Curso de Graduação em
Ciências Contábeis e, deste modo, o perfil de competências requerido deste profissional. Além das
proposições nacionais, órgãos internacionais reguladores da educação contábil, como o International
Accounting Education Standards Board (IAESB) e o Intergovermental Working Gro up of Experts on
International Standards of Accounting and Reporting (ISAR) em conjunto com o United N ations Conference
on Trade and Development (UNCTAD), um dos setores da Organização das Nações Unidas (ONU), elaboram
diretrizes e modelo de currículo mundial como benchmark para os profissionais de Contabilidade, de modo a
estabelecer qualificações semelhantes em todos os países.
Tendo em vista que os pré-requisitos básicos para o exercício da profissão incluem, além do domínio
de competências técnico-científicas, hard skills, também as comportamentais e gerenciais, soft skills,
pesquisas (KAVANAGH; DRENNAN, 2008; SANTOS; SOBRAL; CORREA; ANTONOVZ; SANTOS, 2011;
LAFFIN, 2015; SOUZA; CRUZ; LYRIO, 2017; SÁ; AMORIM, 2017; AMORIM; OLIVEIRA; MANZI; BEMFICA,
2018) ressaltam a globalidade e maior abrangência dos currículos dos cursos de Contabilidade para a visão
interdisciplinar do conhecimento de modo que os egressos possuam visão holística da Contabilidade. A
necessidade de mudanças curriculares, no âmbito da educação superior contábil, é reforçada por estudos
(MARION, 1998; CHEETHAM; CHIVERS, 2005; KAVANAGH; DRENNAN, 2008; SLOMSKI; SILVA; GOMES;

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO