Reflexões sobre as condições disciplinares para a formação do conhecimento ambiental

Autor:Eloisa Beling Loose - Lilliam Rosa Prado dos Santos - Joyde Giacomini Martínez
Cargo:Comunicóloga, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento (PPGMADE) - Doutoranda do Programa Interdisciplinar em Meio Ambiente e Desenvolvimento da Universidade Federal do Paraná (UFPR) - Geógrafa, doutoranda do PPGMADE
Páginas:3-24
RESUMO

Este ensaio é decorrente de um processo reflexivo-analítico de pesquisadoras de campos de conhecimento diferentes (Biologia, Geografia e Comunicação), na epistemologia do conhecimento ambiental, em função do ingresso no Doutorado Interdisciplinar, em Meio Ambiente e Desenvolvimento, da Universidade Federal do Paraná. Apresenta-se uma tentativa de aproximação das disciplinas de formação em relação ... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/1984-8951.2013v14n104p3
Reflexões sobre as condições interdisciplinares para a
formação do conhecimento ambiental
Reflections on the interdisciplinary conditions for the
environmental knowledge formation
Eloisa Beling Loose1
Joyde Giacomini Martínez2
Lilliam Rosa Prado dos Santos3
Resumo
Este ensaio é decorrente de um processo reflexivo-analítico de pesquisadoras de
campos de conhecimento diferentes (Biologia, Geografia e Comunicação), na
epistemologia do conhecimento ambiental, em função do ingresso no Doutorado
Interdisciplinar, em Meio Ambiente e Desenvolvimento, da Universidade Federal do
Paraná. Apresenta-se uma tentativa de aproximação das disciplinas de formação em
relação ao campo ambiental, tendo-se em mente os limites e possibilidades desse
diálogo. Conclui-se que campos com diferentes aberturas para a
interdisciplinaridade, a qual também depende, em especial, da postura dos sujeitos-
pesquisadores.
Palavras-chave: Interdisciplinaridade. Biologia. Comunicação. Geografia. Campo
ambiental.
Abstract
This essay is the result of a reflexive-analytical process of researchers that come
from different fields (Biology, Geography and Communication), since they are
interested in the interdisciplinarity, focusing on the environmental knowledge
epistemology. This process was stimulated due the admission of the authors in the
Environment and Development Program in the Interdisciplinary Doctorate at the
Federal University of Paraná (UFPR). An attempt is presented to relate the above
subjects with the environmental field, taking into account the limits and the
possibilities of this dialogue. The conclusion is that there are fields with a variety of
openings for the interdisciplinarity, which also depends in particular of the
researchers’ attitude.
Keywords: Interdisciplinarity. Biology. Communication. Geography. Environmental
field.
1Comunicóloga, doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Meio Ambiente e Desenvolvimento
(PPGMADE). E-mail: eloisa.loose@gmail.com.
2Doutoranda do Programa Interdisciplinar em Meio Ambiente e Desenvolvimento da Universidade
Federal do Paraná (UFPR). E-mail: joydegm@gmail.com.
3Geógrafa, doutoranda do PPGMADE. E-mail: liliamrprado@gmail.com.
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não Adaptada.
4
Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s., Florianópolis, v.14, n.104, p.3-24, jan/jun 2013
1. Introdução
Antes de apresentar os eixos sobre os quais se sustenta esta reflexão de
cunho epistemológico, faz-se necessário explicar ao leitor a situação de onde partem
as autoras do texto. Este trabalho é fruto de um interesse reflexivo-analítico pela
interdisciplinaridade4 e, em especial, de como a disciplinaridade se articula com o
tema ambiental (entendido aqui como algo que está nas fronteiras das disciplinas5 e,
por isso, nutre-se do diálogo entre eles), de três pesquisadoras com formação em
campos6 de conhecimentos diferentes (Biologia, Geografia e Comunicação), que
recentemente ingressaram no Doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento, da
Universidade Federal do Paraná. Tal programa de pós-graduação caracteriza-se
pelo esforço em construir conhecimentos de maneira interdisciplinar a partir das
interfaces entre sociedade e natureza. Estimuladas pelo desafio de compreender
como aconteceria o diálogo entre os três campos já citados com as problemáticas
ambientais, desenvolveu-se a proposta de verificar de que modo as contribuições
disciplinares se estabelecem e colaboram para a constituição de um campo
interdisciplinar (o ambiental).
O que é entendido pelas autoras como um primeiro exercício de aproximação
com a vivência e com a análise do processo interdisciplinar no âmbito da temática
ambiental é exposto, a seguir, levando-se em conta a questão norteadora: “quais as
contribuições e os limites das disciplinas para a constituição do campo ambiental a
partir de seus objetos?”. Salienta-se que o esforço de discutir como se dá o encontro
das disciplinas para a formação de uma possível ciência ambiental e a consequente
formação de seu campo parte de repertórios ou registros disciplinares específicos,
correspondentes às áreas de formação das pesquisadoras que se propõem a
investir nesta encruzilhada.
Assim, a estrutura do artigo consiste em expor de forma breve algumas
4 Por existir o entendimento de que são várias as interdisciplinaridades possíveis, concorda-se com
Leis (2005, p. 5), q uando argumenta que proc urar uma definição “f inal” para o conceito seria algo
mais disciplinar que interdisciplinar.
5 Utiliza-se ‘disciplina’ e ‘campo de conhecimento’ como sinônimos para fazer referência a um
conhecimento científico organizado que possui um objeto de estudo específico, e que para pesquisá-
lo agrupa um conjunto de teorias e métodos identificados com este objeto a fim de solucionar as
problemáticas deste domínio de conhecimento.
6 Para Bourdieu (1997), os campos são espaços socioculturais dotados de relativa autonomia e
regidos por normatizações próprias. É a área de relações entre grupos com distintos posicionamentos
sociais, espaço de disputa e jogo de poder, englobando todos os mecanismos de funcionamento e as
formas de regulamentação de cada área.

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO