Protestantes no Brasil: entre a omissão e o engajamento político

Autor:Elizete da Silva
Cargo:Professora Adjunto IV e Chefe do Departamento de História na Universidade Federal do Rio Grande do Norte
Páginas:126-148
RESUMO

Analisamos a presença Protestante no Brasil, bem como a constituição de um setor Protestante Ecumênico no País, que se desenvolveu na segunda metade do século XX, vinculado ao Conselho Mundial de Igrejas e com uma proposta inovadora de diálogo respeitoso com as demais religiões. Foram motivados por um discurso teológico que condenava as práticas fundamentalistas e conservadoras, majoritárias... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-7976.2017v24n37p126
Protestantes no Brasil: entre a omissão e o engajamento
político
Protestants in Brazil: between omission and political engagement
Elizete da Silva*
Resumo: Analisamos a presença Protestante no Brasil, bem como a constituição
de um setor Protestante Ecumênico no País, que se desenvolveu na segunda
metade do século XX, vinculado ao Conselho Mundial de Igrejas e com uma
proposta inovadora de diálogo respeitoso com as demais religiões. Foram
motivados por um discurso teológico que condenava as práticas fundamentalistas
e conservadoras, majoritárias entre os evangélicos. Desenvolveram projetos
sociais que visavam resolver os candentes e seculares problemas sociais do
País, a exemplo da Comissão Ecumênica de Direitos a Terra, que dialogou com
a Comissão Pastoral da Terra, de orientação católica. Com a Ditadura Militar,
instalada no Brasil em 1964, os evangélicos ecumênicos opositores do regime
militar foram perseguidos, mas resistiram formando Comités de Defesa dos
Direitos Humanos e o Projeto Brasil Nunca Mais, participaram ativamente do
processo de redemocratização nacional.
Palavras-chave: Protestantismo; ecumenism; sociedade brasileira
* Professora Adjunto IV e Chefe do Departamento de História na Universidade Federal do
Rio Grande do Norte (UFRN), campus Caicó, Brasil E-mail: cliosilva@yahoo.com.br
127
Revista Esboços, Florianópolis, v. 24, n. 37, p.126-148, ago. 2017.
Abstract: We intend to analyze the Protestantism and Constitution of an
Ecumenical Protestant sector in Brazil, which was developed in the second half
of the 20th century. It was connected to the World Council of Churches and
with an innovative proposal of respectful dialogue with the other religions. That
was motivated by a theological discourse that condemned the fundamentalists
and conservative majority practices among evangelicals. Social projects aimed
at solving urgent social problems and in the country had been developed,
following the example of the Land Rights Ecumenical Commission, which
addressed the Pastoral Land Commission, under Catholic guidance. With the
Military Dictatorship installed in Brazil in 1964, the Ecumenical Evangelical
opponents of the military regime were persecuted, but they resisted and
created Human Rights Committees, Human Rights defenders and the project
named: Brazil Never More as well as actively participated in the national
democratization process..
Keywords: Protestantism; ecumenism; brazilian society
“E não vos conformeis com este século...”
Romanos 12 v.2 - Bíblia Sagrada
“Estes que revolucionaram o mundo chegaram até aqui”
Atos 17 v.6. -Bíblia Sagrada
.
Introdução
Pretendemos, neste artigo, analisar a presença dos reformados no
território brasileiro, as representações dos grupos protestantes frente à realidade
nacional, destacando os motivos que levaram a um afastamento inicial das
questões sociais e politicas e os diversos fatores que propiciaram, a partir
da década de 1950, um novo olhar, um novo discurso sobre a sociedade
circundante, certo engajamento em movimentos sociais e políticos, que se
desenvolveram no País, na segunda metade do século XX. Trabalhamos na
perspectiva da História das Religiões e interfaces com a História Cultural.
Em outubro de 2017 completam-se 500 anos da Reforma Protestante.
Um movimento religioso que eclodiu na Alemanha, mas que se espraiou
por toda a Europa, dividindo e pondo em cheque a unidade da Cristandade,
aguerridamente defendida pela Igreja Católica desde a Idade Média. A Europa

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO