Prefácio (1ª Edição)

Autor:Ionete de Magalhães Souza
Ocupação do Autor:Graduada em Direito e Pós-Graduada lato sensu pela Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes. Advogada
Páginas:9-10
 
TRECHO GRÁTIS

Page 9

Escrever com qualidade, empenhando o espírito na tarefa de contribuir para o bem, é tarefa para nobres; defender o direito em suas mais diversas formas de expressão revela civilidade; discursar sobre o Direito de Família e respectivos instrumentos de realização na busca da otimização dos resultados, preocupando-se com a consistência de um sistema sem distinção quanto aos destinatários do ordenamento, demonstra humanidade; centrar o foco no acesso à Justiça, transportando o universo do dever-ser à concretude do mundo de relação, abandonando as figurações quiméricas de ideais liberais que não emancipam os pobres, mas prestam-se a dar roupagem nova à exclusão social, condiz com a preocupação de materialização da cidadania. Assim é a Dra. Ionete de Magalhães Souza, nobre de espírito, imbuída de civilidade, pronta à ação encharcada de ideais humanísticos, tudo empreendendo em prol de uma expressão de cidadania que não seja apenas bela em teoria, mas funcional e emancipatória.

De outro caráter não se poderia revestir esta obra que tenho a honra de prefaciar. Espelho da índole dinâmica de quem a concebeu, não se restringe a uma abordagem meramente jurídica, ou da relação de subsunção do fato à norma, mas espraia-se pelas sendas temperadas dos valores humanísticos que distinguem preocupações sociais de efetividade de princípios e de normas, rompendo com a tão comum argumentação hermética do meio jurídico para alcançar a dignidade de um discurso vocacionado a exercer influência benévola na conduta dos seus leitores.

Page 10

O palco dos mistérios da concepção, da afirmação da individualidade pela certeza e reconhecimento público da paternidade, descortinando um papel ativo ao Estado na delicada esfera da intimidade, serve de fonte à...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO