Diz-me onde moras e te direi quem és': um estudo de hierarquia habitacional na Cidade Alta - Rio de Janeiro

Autor:Wellington da Silva Conceição
Cargo:Doutorando em Ciências Sociais (PPCIS-UERJ)
Páginas:120-138
RESUMO

O presente artigo apresenta um estudo socioantropológico sobre hierarquia, tendo como foco distintas realidades habitacionais na cidade do Rio de Janeiro. Após apresentar uma breve história da hierarquia habitacional e seus principais tipos de classificação, o texto traz resultados de um trabalho de campo, realizado no bairro Cidade Alta (Rio de Janeiro-RJ), como um estudo de caso que representa... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
http://dx.doi.org/10.5007/1984-8951.2013v14n105p120
Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSN 1984-8951
v.14, n.105, p.120-138, ago/dez 2013
“Diz-me onde moras e te direi quem és”: um estudo de hierarquia
habitacional na Cidade Alta Rio de Janeiro
“Tell me where you live and I’ll say who you are”: a study of
dwelling hierarchy in Cidade Alta Rio de Janeiro
Wellington da Silva Conceição
1
Resumo
O presente artigo apresenta um estudo socioantropológico sobre hierarquia, tendo
como foco distintas realidades habitacionais na cidade do Rio de Janeiro. Após
apresentar uma breve história da hierarquia habitacional e seus principais tipos de
classificação, o texto traz resultados de um trabalho de campo, realizado no bairro
Cidade Alta (Rio de Janeiro-RJ), como um estudo de caso que representa bem as
relações sociais que se dão a partir de concepções hierárquicas sobre diferentes
realidades habitacionais. As obras Homo hierarquicus: o sistema de castas e as
suas implicações, de Louis Dumont, e A casa & A Rua, de Roberto DaMatta, servem
como pano de fundo e inspiração para análise.
Palavras-chave: Hierarquia. Favela. Conjunto habitacional.
Abstract:
This article intends to show an anthropological/sociological study about hierarchy,
bringing into focus different dwelling realities in Rio de Janeiro City. After showing a
brief background about dwelling hierarchy history in the city and its main kinds of
classification, the work presents results of a field study in Cidade Alta (Rio de Janeiro
- RJ), as a case that summarizes the social relations occurring from hierarchical
conceptions about different dwelling realities. The works Homo hierarquicus: o
sistema de castas e as suas implicações, by Louis Dumont, and A casa & A Rua, by
Roberto DaMatta, play here the role of background and inspiration for this analysis.
Keywords: Hierarchy. Slum. Dwelling complex.
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição 3.0 Não
Adaptada.
1 Doutorando em Ciências Sociais (PPCIS-UERJ). Pesquisador Associado do Laboratório de
Etnografia Metropolitano/LeMetro/IFCS-UFRJ. E-mail: welsc29@ yahoo.fr
Cad. de Pesq. Interdisc. em Ci-s. Hum-s. Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, ISSN 1984-8951
v.14, n.105, p.120-138, ago/dez 2013
121
Introdução
Dumont, em sua obra Homo hierarchicus: o sistema de casta e as suas
implicações, trazia resultados da sua pesquisa de campo na Índia, sociedade
assumidamente hierárquica, e também as observações e representações que a
sociedade ocidental, que se declarava igualitária, construía sobre o sistema de
castas. Entre as conclusões apresentadas por Dumont, ressalto sua brilhante
descoberta de que, nas sociedades hierárquicas, existem características que se
baseiam na igualdade e no individualismo, e nas sociedades igualitárias e
individualistas, por mais que se rejeitem práticas como o sistema de castas,
podemos encontrar atitudes hierárquicas. E mais, muitas vezes o discurso igualitário
pode ser baseado em um discurso hierárquico, instituindo, por exemplo, diferenças
de classe e de gênero.
Essas observações, feitas por Dumont, tiveram como referência a Índia e a
Europa. Porém, nossa realidade brasileira, declaradamente igualitária, como todo o
ocidente, mas observada como híbrida por DaMatta (1997a, p. 169- 259), apresenta
diversas situações que mostram a forte presença da hierarquia nas nossas
estruturas sociais. As conclusões de Dumont e de DaMatta foram importantes para
entender aspectos presentes em meu trabalho de campo, em que identificava
hierarquias com grande valor simbólico na formação das representações e das
identidades do grupo social que pesquisava. Neste texto, apresento resultados de
uma pesquisa sobre a hierarquia habitacional na cidade do Rio de Janeiro, partindo
de um estudo de caso no bairro Cidade Alta, local onde por vários anos realizei
trabalho de campo, visando pesquisas na área da antropologia/sociologia urbana, e
onde também vivenciei experiências de pertencimento ao lugar como morador.
Para início da conversa, preciso estabelecer quais são meus pressupostos ao
falar de hierarquias habitacionais: elas não são somente hierarquias de locais, mas,
também, das pessoas que neles habitam.
2 O local em que se mora na cidade, na
maior parte dos casos, pode representar a situação econômica, social e cultural dos
2 Segundo Bourdieu, a disposição dos agentes na cidade revela um espaço social inscrito e
intimamente relacionado com o espaço físico: “a estrutura do espaço social se manifesta, assim, nos
contextos mais diversos, sob a forma de oposições espaciais, o espaço habitado (ou apropriado)
funcionando como uma espécie de simbolização espontânea do espaço social. Não há espaço, em
uma sociedade hierarquizada, que não seja hierarquizado e que não exprima as hierarquias e as
distâncias sociais, sob uma forma (mais ou menos) deformada e, sobretudo, dissimulada pelo efeito
de naturalização que a inscrição durável das realidades sociais no mundo natural acarreta”
(BOURDIEU, 2008, p. 160).

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO