Introdução

Autor:Cláudia Salles Vilela Vianna
Ocupação do Autor:Advogada. Mestra pela PUC/PR. Conferencista e Consultora Jurídica Empresarial nas Áreas de Direito do Trabalho e Direito Previdenciário. Professora universitária. Associada Benemérita do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário e Associada do Instituto dos Advogados do Paraná - IAP.
Páginas:11-11
 
TRECHO GRÁTIS

Page 11

No cenário atual, o acidente de trabalho tem sido alvo de grandes debates, seja porque muitas empresas permanecem a ignorar a conduta preventiva, trazendo lesões e ocasionando óbito aos trabalhadores; seja porque o INSS, autarquia federal que possui a competência administrativa para caracterizar a natureza acidentária, não tem observado a legislação vigente para tais enquadramentos e tem presumido o nexo por meio de uma tabela discutível, denominada NTEP; ou porque, desde janeiro/2010, com a entrada em vigor do FAP - Fator Acidentário de Prevenção, os acidentes passaram a ter repercussão no custo do tributo SAT - Seguro de Acidente do Trabalho, além das habituais consequências trabalhistas e previdenciárias, inclusive ações regressivas por parte da Previdência Social.

No exercício de minha advocacia, lido diariamente com questões afetas ao Direito do Trabalho e ao Direito Previdenciário e, nesse último, atendendo...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO