O impacto da crise financeira internacional de 2008 sobre a estrutura de capital das empresas de países desenvolvidos e emergentes

Autor:Willian Campos Borges, Tabajara Pimenta Júnior, Marcelo Augusto Ambrozini, Lilian Beraldo Sanches
Páginas:58-75
RESUMO

Esta pesquisa teve como objetivo investigar os impactos que a crise financeira internacional de 2008 causou na estrutura de capital de empresas de todo o mundo. Utilizando uma amostra de 29.803 empresas de 48 países diferentes, foram detectados e mensurados os impactos da crise sobre seis indicadores de alavancagem, medidos para o total das empresas e também para dois grupos, um composto pelas... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2018v15n34p58
58
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 34, p. 58-75,
jan./mar. 2018
O impacto da crise financeira internacional de 2008 sobre a estrutura de
capital das empresas de países desenvolvidos e emergentes
The impact of financial crisis international 2008 on corporate capital structure of
developing and emerging countries
El impacto de la crisis financiera internacional de 2008 sobre la estructura de capital de las
empresas de países desarrollados y emergentes
Willian Campos Borges
Bacharel em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão
Preto (FEA-RP) da Universidade de São Paulo (USP)
Endereço: Avenida Bandeirantes, 3.900
Bairro: Monte Alegre
CEP: 14.040-900 Cidade: Ribeirão Preto/UF: São Paulo - Brasil
E-mail: wcborges@fearp.usp.br
Telefone: (16) 3315-4824
Tabajara Pimenta Junior
Doutor em Administração pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da
Universidade de São Paulo (FEA/USP)
Professor Associado do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e
Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FEA-RP/USP)
Endereço: Avenida Bandeirantes, 3.900
Bairro: Monte Alegre
CEP: 14.040-900 Cidade: Ribeirão Preto/UF: São Paulo - Brasil
E-mail: taba.jr@usp.br
Telefone: (16) 3315-4824
Marcelo Augusto Ambrozini
Doutor em Administração de Organizações na Universidade de São Paulo Faculdade de Economia,
Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP-USP)
Professor do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Contabilidade (PPGCC) da Faculdade de
Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto (FEARP-USP)
Endereço: Avenida Tereza Palmeira Gallon, 425 Casa 10 Residencial Vila do Bosque
Bairro: Jardim Itaú
CEP: 14.040-600 Cidade: Ribeirão Preto/UF: São Paulo - Brasil
E-mail: marceloambrozini@yahoo.com.br
Telefone: (16) 9-9204-3775
Lilian Beraldo Sanches Rodrigues
Especialista em Engenharia de Produção pelo Centro Universitário de Araraquara UNIARA
Endereço: Avenida Bandeirantes, 3.900
Bairro: Monte Alegre
CEP: 14.040-900 Cidade: Ribeirão Preto/UF: São Paulo - Brasil
E-mail: lilianbsanches@hotmail.com
Telefone: (16) 3315-4824
Artigo recebido em 26/06/2015. Revisado por pares em 18/08/2017. Reformulado em 05/09/2017.
Recomendado para publicação em 08/03/2018 por Carlos Eduardo Facin Lavarda (Editor-Chefe).
Publicado em 28/03/2018.
Willian Campos Borges, Tabajara Pimenta Júnior, Marcelo Augusto Ambrozini, Lilian Beraldo Sanches
59
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 34, p. 58-75, jan./mar. 2018
Resumo
Esta pesquisa teve como objetivo investigar os impactos que a crise financeira internacional de
2008 causou na estrutura de capital de empresas de todo o mundo. Utilizando uma amostra de
29.803 empresas de 48 países diferentes, foram detectados e mensurados os impactos da crise
sobre seis indicadores de alavancagem, medidos para o total das empresas e também para dois
grupos, um composto pelas empresas localizadas em países em desenvolvimento e outro pelas
empresas de países desenvolvidos. Os resultados mostraram que houve alterações
estatisticamente consistentes nas estruturas de capital das empresas entre os períodos pré e pós-
crise. Em síntese, houve redução nos níveis de alavancagem, resultado este que foi observado
para todos os grupos analisados. Os resultados mostraram ainda que a crise afetou de forma
similar as empresas de ambos os tipos de países, desenvolvidos e em desenvolvimento.
Palavras-chave: Estrutura de capital; Crise financeira; Alavancagem.
Abstract
This study aimed to investigate whether the international financial crisis of 2008 caused
impacts on the capital structure of companies around the globe. Using a sample of 29,803
companies, from 48 different countries, were detected and measured the impacts of the crisis
on six indicators of leverage, measured for all companies and for two groups, one composed of
the companies located in emerging countries and other composed of the companies of
developed countries. The results showed statistically consistent changes in capital structures
of the companies between the pre-crisis and post-crisis period. There was a reduction in
leverage levels, a result that was observed for all groups. The results also showed that the crisis
has affected in a similar way companies of both types of countries, developed and emerging.
Keywords: Capital structure; Financial crisis; Leverage
Resumen
Este estudio tuvo como objetivo investigar los impactos que una crisis financiera internacional
de 2008 causó una estructura de capital de empresas de todo el mundo. Utilizando una muestra
de 29.803 empresas de 48 países diferentes, los detectores y los mensurados los impactos de la
crisis sobre los indicadores de mitigación, los medidos para el total de las empresas y también
para dos grupos, un compuesto de las empresas localizadas en los países en el desarrollo y
otras empresas de países desarrollados. Los resultados muestran que la estabilidad se basa
sistemáticamente en las estructuras de capital de las empresas entre los períodos de la crisi s.
En síntese, hemos reducido los niveles de apalancamiento, resultado que se observó para todos
los grupos analizados. Los resultados muestran también que una crisis afecta de forma similar
a las empresas de ambos tipos de países, desarrollados y en desarrollo.
Palabras clave: Estructura de capital; Crisis financeira; Apalancamiento
1 Introdução
Depois da publicação dos trabalhos seminais de Modigliani e Miller (1958; 1963) sobre
as decisões de estrutura de capital das empresas, muitos estudos foram desenvolvidos acerca
das decisões de financiamentos nas corporações. Contudo, ainda não há um consenso sobre os
principais motivos para as escolhas das estruturas de capital e nem a velocidade com que
mudanças nestas estruturas ocorrem.
A crise financeira internacional de 2008 foi, segundo a Conferência das Nações Unidas
sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD United Nations Conference on Trade and
Development, 2010), o acontecimento mais marcante, desde a Grande Depressão de 1929, para

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO