Dividendos, juros sobre capital próprio e níveis de payout: Um estudo investigativo sobre a política de distribuição de dividendos adotada pelas empresas listadas na BM&FBovespa

Autor:Kécia da Silveira Galvão, Joséte Florencio dos Santos, Jevuks Matheus de Araújo
Páginas:3-30
RESUMO

Este estudo investigou a política de distribuição de dividendos das empresas listadas na Bolsa de Valores de São Paulo entre 2002 e 2013. Assim, procurou identificar se as empresas pagaram (ou não) dividendos; quando distribuíram, se faz por meio de dividendos e/ou Juros sobre Capital Próprio; e, os níveis de payout adotados. Os resultados mostram que a maioria adota o pagamento de 25% do lucro lí... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2018v15n36p3
3
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 36, p. 03-30, jul./set. 2018
Dividendos, juros sobre capital próprio e níveis de payout: Um estudo
investigativo sobre a política de distribuição de dividendos adotada pelas
empresas listadas na BM&FBovespa
Dividends, interest on equity and payout levels: An investigative study on the dividend
distribution policy adopted by listed on the BM&FBovespa
Dividendos, intereses sobre capital propio y niveles de payout: Un estudio investigativo
sobre la política de distribución de dividendos adoptada por las empresas listadas en la
BM&FBovespa
Kécia da Silveira Galvão
Doutora em Administração na Universidade Federal de Pernambuco
Professora do Núcleo de Gestão da UFPE - CAA
Endereço: Rodovia BR-104, Km 59, s/n - Nova Caruaru
CEP: 55002-970 - Caruaru/PE - Brasil
E-mail: keciagalvao@gmail.com
Telefone: (81) 99733.9557
Joséte Florencio dos Santos
Doutor em Administração na Universidade Federal de do Rio de Janeiro
Professor do Departamento de Administração - UFPE
Endereço: Av. dos Economistas, s/n - Cidade Universitária.
CEP: 50670-901 - Recife/PE - Brasil
E-mail: jfs@ufpe.br
Telefone: (81) 99668.7477
Jevuks Matheus de Araújo
Doutor em Economia na Universidade Federal de do Rio de Janeiro
Professor do Departamento de Economia - UFPB
Endereço: Campus I, Universidade Federal da Paraíba
Via Expressa Padre Zé, 289 - Castelo Branco III
CEP: 50670-901 - João Pessoa PB - Brasil
E-mail: jevuks@gmail.com
Telefone: (83) 99950.9996
Artigo recebido em 28/11/2016. Revisado por pares em 24/06/2017. Reformulado em
30/11/2017. Recomendado para publicação em 15/10/2018 por Carlos Eduardo Facin Lavarda
Editor-Chefe). Publicado em 19/12/2018.
Kécia da Silveira Galvão, Joséte Florencio dos Santos e Jevuks Matheus de Araúj o
4
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 36, p. 03-30, jul./set. 2018
Resumo
Este estudo investigou a política de distribuição de dividendos das empresas listadas na Bolsa
de Valores de São Paulo entre 2002 e 2013. Assim, procurou identificar se as empresas pagaram
(ou não) dividendos; quando distribuíram, se faz por meio de dividendos e/ou Juros sobre
Capital Próprio; e, os níveis de payout adotados. Os resultados mostram que a maioria adota o
pagamento de 25% do lucro líquido ajustado como dividendos mínimos, possivelmente para
garantir participação legal nos lucros das empresas aos administradores. Porém, quando
distribuem dividendos, pagam acima deste mínimo, havendo payout incremental. Sobre a forma
de distribuição, há preferência em adotar apenas os dividendos como forma de remuneração
dos investidores ou tê-lo em sua composição. Também foi visto que as companhias evitam
mudar a política de distribuição adotada, mantendo a forma de remuneração e o nível de payout.
Palavras-Chave: Dividendos; Política de distribuição de dividendos; Níveis de payout
Abstract
This study investigated the dividend distribution policy adopted by companies listed on the
Stock Exchange of São Paulo between 2002 to 2013. Thus, it sought to identify whether
companies paid (or not) dividends; when distributed, is made through dividends and / or
Interest on Equity; and, the payout levels adopted. The results show that the majority adopts to
pay 25% of the adjusted net profit as minimum dividends, possibly to guarantee legal
participation in company profits to managers. However, when they distribute dividends pay
above the minimum, there being Incremental Payout. On the distribution form, they prefer
adopt dividends as a form of investor remuneration or have been in them composition. Also
seen that companies avoid changing the adopted distribution policy, maintaining the form of
remuneration and the payout level.
Keywords: Dividends; Dividend distribution policy; Payout levels
Resumen
Este estudio investigó la política de distribución de dividendos de las empresas listadas en la
Bolsa de Valores de São Paulo entre 2002 y 2013. Así, intentó identificar si las empresas
pagaron (o no) dividendos; cuando se distribuye, se hace por medio de dividendos y / o
Intereses sobre Capital Propio; y los niveles de payout adoptados. Los resultados muestran
que la mayoría adopta pagar el 25% del beneficio neto ajustado como dividendos mínimos,
posiblemente para garantizar participación legal en los beneficios de las empresas a los
administradores. Sin embargo, entre las empresas que distribuyen dividendos pagan por
encima del mínimo, hay payout Incremental. Sobre la forma de distribución, prefieren los
dividendos como forma de remuneración de los inversores. También fue visto que las empresas
evitan cambiar la política de distribución adoptada, manteniendo la forma de remuneración y
el nivel de desembolso.
Palabras Clave: Dividendos; Política de distribución de dividendos; Niveles de payout
1 Introdução
A decisão sobre a política de dividendos refere-se à prática adotada pela empresa sobre
quanto, como e quando distribuir os lucros obtidos aos seus sócios ao longo do tempo. Em
outras palavras, é a prática seguida pelos gestores a partir da decisão de pagar dividendos ou o
tamanho e o padrão de distribuição de caixa ao longo do tempo aos acionistas (LEASE et al.,
2000). Para Brealey, Myers e Allen (2008), os dividendos são o principal meio das empresas
devolverem dinheiro aos seus acionistas.
Segundo Al-Malkawi, Rafferty e Pillai (2010), as questões referentes a política de
dividendos tem envolvido os gestores desde o surgimento da corporação comercial moderna e,

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO