Doação e restrição da liberdade de doar

Autor:Diogo Cressoni Jovetta
Cargo:Graduado em Direito pela PUC-Campinas (Pontifícia Universidade Católica de Campinas) (2005), especialista em Direito Tributário pela mesma instituição (2006)
Páginas:71-100
RESUMO

Este estudo visa a averiguar alguns aspectos do contrato de doação, analisando seus elementos estruturais objetivos e subjetivos, espécies e suas hipóteses de extinção, com ênfase na evolução e tendências das restrições à liberdade de doar, a fim de conferir maior amplitude e eficácia ao instituto da doação.

 
TRECHO GRÁTIS
JOVETTA, D. C. 71
Rev. Ciênc. Juríd. Soc. UNIPAR, v. 14, n. 1, p. 71-100, jan./jun. 2011
DOAÇÃO E RESTRIÇÃO DA LIBERDADE DE DOAR
Diogo Cressoni Jovetta1
JOVETTA, D. C. Doação e restrição da liberdade de doar. Rev. Ciênc. Juríd.
Soc. UNIPAR. Umuarama. v. 14, n. 1, p. 71-100, jan./jun. 2011.
RESUMO: Este estudo visa a averiguar alguns aspectos do contrato de doação,
analisando seus elementos estruturais objetivos e subjetivos, espécies e suas hi-
póteses de extinção, com ênfase na evolução e tendências das restrições à liber-

PALAVRAS-CHAVE: Doação. Contrato de doação. Doação universal. Doação

1Graduado em Direito pela PUC-Campinas (Pontifícia Universidade Católica de Campinas) (2005),
   
-

-
presarial. É sócio do escritório Fernandes, Piton e Jovetta Advogados Associados, em Campinas-SP.
INTRODUÇÃO
A doação é contrato civil por excelência. Ou, como adjetiva Agostinho


        
que, como nenhum outro, transborda do direito das obrigações para o direito de
família e das sucessões.



        
controvertidos do assunto, como a doação ao nascituro ou ainda a doação ao
embrião, que conjuntamente com a doação à prole eventual, todos enquadrados

A seção sobre a aceitação revelou-se intrigante, principalmente ao vis-


Ao cabo, as restrições à liberdade de doar revelam uma tendência, como
veremos.
Doação e restrição da...
72
Rev. Ciênc. Juríd. Soc. UNIPAR, v. 14, n. 1, p. 71-100, jan./jun. 2011
1 Natureza
        
   -
         




      
       -
   
idônea a transferir a propriedade do bem doado. A doação acarreta unicamente


     
     
imóveis, para o patrimônio do segundo, que os aceita, animado pelo
     
avença (Ibidem, p. 14).
  
Código Civil de 2002, apesar de ter disciplinado o negócio jurídico entre os fatos
  
-

   -
     





   
de negócio jurídico, que pode ter aplicações variadas. É sempre a ma-
nifestação da vontade concorde de duas partes, pela qual surge entre
elas uma determinada relação jurídica. Essa relação pode variar mui-
to, pode ser de família (matrimônio, adoção), ou pode ser patrimonial
(contrato, em sentido estrito). Na ordem patrimonial, o contrato pode

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO