Criação e socialização do conhecimento: estudo com profissionais de controladoria e operações

Autor:Dímitra Alectoridis, José Carlos Tiomatsu Oyadomari, Welington Norberto Carneiro, Maria Thereza Pompa Antunes
Páginas:179-203
RESUMO

Este estudo teve por objetivo avaliar a interação entre profissionais das áreas de contabilidade gerencial e de gestão de operações, sob a luz da teoria da criação de conhecimento na empresa, segundo Nonaka e Takeuchi. Para tanto, foram entrevistados nove profissionais de controladoria e nove de operações pares em suas empresas. Os resultados da pesquisa revelaram que esses profissionais buscam... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2018v15n35p179
179
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 35, p. 179-
203, abr./jun. 2018
Criação e socialização do conhecimento: estudo com profissionais de
controladoria e operações
Knowledge creation and socialization: study with controllership and operations
professionals
Creación y socialización del conocimiento: estudio con profesionales del controla doria y
operaciones
Dímitra Alectoridis
Mestre em Controladoria e Finanças Empresariais pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
(UPM)
Professora do curso de Bacharelado em Ciências Contábeis presencial - Centro Universitário
SENAC
Endereço: Av. Engenheiro Eusébio Stevaux, 823 - Santo Amaro
CEP: 04696-000 São Paulo/SP - Brasil
E-mail: dimitra.alectoridis@sp.senac.br
Telefone: (11) 5682-7527
José Carlos Tiomatsu Oyadomari
Doutor em Ciências Contábeis pela Universidade de São Paulo (USP)
Professor do Programa de Pós-Graduação em Controladoria e Finanças Empresariais da
Universidade Presbiteriana Mackenzie Professor do Insper
Endereço: Rua da Consolação, 930 - Prédio 45 - Consolação
CEP: 01302-907 São Paulo - SP - Brasil
E-mail: oyadomari@mackenzie.br
Telefone: (11) 2114-8273
Welington Norberto Carneiro
Mestre em Controladoria e Finanças Empresariais pela Universidade Presbiteriana Mackenzie
(UPM)
Coordenador de Controladoria na General Mills
Endereço: Rua da Consolação, 930 - Prédio 45 - Consolação
CEP: 01302-907 São Paulo - SP - Brasil
E-mail: welington_carneiro@yahoo.com.br
Telefone: (11) 2114-8273
Maria Thereza Pompa Antunes
Doutora em Ciências Contábeis pela Universidade de São Paulo (USP)
Coordenadora do Mestrado Profissional em Controladoria e Finanças Faculdade FIPECAFI
Endereço: Rua Maestro Cardim, 1170 8º andar
CEP: 01323 001 São Paulo - SP - Brasil
E-mail: maria.antunes@fipecafi.org
Telefone: (11) 2184-5710
Artigo recebido em 08/01/2018. Revisado por pares em 05/04/2018. Reformulado em
03/05/2018. Recomendado para publicação em 15/06/2018 por Carlos Eduardo Facin Lavarda
Editor-Chefe). Publicado em 30/06/2018.
Dímitra Alectoridis, José Carlos Tiomatsu Oyadomari, Welington Norberto Carneiro, Maria Thereza Po mpa
Antunes
180
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 35, p. 179-203, abr./jun. 2018
Resumo
Este estudo teve por objetivo avaliar a interação entre profissionais das áreas de contabilidade gerencial
e de gestão de operações, sob a luz da teoria da criação de conhecimento na empresa, segundo Nonaka
e Takeuchi. Para tanto, foram entrevistados nove profissionais de controladoria e nove de operações
pares em suas empresas. Os resultados da pesquisa revelaram que esses profissionais buscam
conhecimento em fontes externas, que compartilham esse conhecimento de maneira informal e que os
resultados dessas interações são benéficos para a empresa, porém há ausência de orientação institucional
por parte das empresas. A preocupação com a perda do poder foi apontada como causa que dificulta a
interação, mas que a informalidade pode contribuir para minimizar esse efeito. O estudo também
mostrou que há necessidade de um entendimento dos negócios por parte dos profissionais de
controladoria, e paralelamente, uma necessidade que os profissionais de operações entendam os
impactos financeiros de suas decisões. O estudo contribuiu com a teoria e prática em apresentar e validar
o modelo SECI aplicado aos profissionais de controladoria e operações e, também, ao analisar em
profundidade como ocorre essa interação e, ainda, mostrando que existem sensíveis dificuldades na
criação do conhecimento empresarial.
Palavras-chave: Conhecimento; Controladoria; Nonaka e Takeuchi; SECI; Operações
Abstract
The purpose of this study was to evaluate the interaction between professionals in the areas of
managerial accounting and operations management, in light of the theory of knowledge creation in the
company, by Nonaka e Takeuchi We interviewed 9 controllers and 9 operations professionals. The
results of the research demonstrated that these professionals seek knowledge from outside sources and
share this knowledge informally. The results of these interactions are beneficial to the comp any, but
there is a lack of an institutional orientation of the company. One factor that has disrupted this
interaction is concern about loss of power, but initiatives that promote informal interaction facilitate
this process. The study contributes with the theory and practice showing and validating the SECI
framework applied to professional on management accounting and operations also analyzing deeply
how occur the interaction and showing that there are sensible difficulties on the creation of knowledge.
The study also showed that there is a need for an understanding of business by controllers, and in
parallel, a need for operations professionals to understand the financial impacts of their decisions.
Keywords: Knowledge; Controllership; Nonaka & Takeuchi; SECI; Operations
Resumen
Eso estudio tuvo como objetivo hacer una analice entre los profesionales de las áreas de contabilidad
gerencial y de gestión de operaciones, a la luz de la teoría da creación del conocimiento en la empresa,
por Nonaka y Takeuchi. Fueran entrevistados 9 profesionales del controla doria y 9 de operaciones.
Los resultados de la pesquisa demostraran que esos profesionales buscan conocimiento en fuentes
externas y dividen eso conocimiento de modo informal. Los resultados de las interacciones son
benéficos para la empresa, todavía hay una carencia de una orientación institucional de la empresa.
Un factor que ten desordenado esa interacción es la preocupación con la pierda de poder, todavía
iniciativas que promulgan l a interacción informar facilita eso proceso. Lo estudio contribuí con la
teoría y práctica en presentar y validar el modelo SECI aplicado a los profesionales de controla doria
y de operaciones y también a analizar en profundidad como ocurre la interacción y mostrando que aún
existen sensibles dificultades en la creación del conocimiento empresarial. Lo estudio también mostró
que hay necesidad de uno entendimiento de los negocios por parte de los profesionales de controla
doria y paralelamente, una necesidad que los profesionales de operaciones entendían los impactos
financieros de sus decisiones.
Palabras clave: Conocimiento; Controladoria; Nonaka y Takeuchi; SECI; Operaciones

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO