Convergência contábil e rentabilidade de fundos de investimentos em ações

Autor:Kamyr Gomes de Souza, Rodrigo Fernandes Malaquias, Ilírio José Rech, Mayane Jacqueline Gonçalves de Melo
Páginas:76-93
RESUMO

Os fundos de investimento têm se tornado uma opção acessível e com expressiva participação no mercado financeiro, até mesmo para pequenos investidores. A literatura aponta alguns fatores que afetam sua rentabilidade, geralmente relacionados à estrutura do fundo e ao portfólio escolhido pelos gestores. Além disso, as recentes alterações nos padrões contábeis brasileiros podem ter também afetado a... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2018v15n34p76
76
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 34, p. 76-93,
jan./mar. 2018
Convergência contábil e rentabilidade de fundos de investimentos em ações
Accounting convergence and profitability of brazilian mutual funds
La convergencia contable y la rentabilidad de los fondos brasileños de inversión
Kamyr Gomes de Souza
Mestra em Ciências Contábeis pela Universidade Federal de Uberlândia
Assistente em Administração - Universidade Federal de Uberlândia
Endereço: Rua Vinte, Bairro Tupã
CEP: 38.304-402 - Ituiutaba/MG - Brasil
E-mail: kamyr@ufu.br
Telefone: (34) 3271-5228
Rodrigo Fernandes Malaquias
Doutor em Administração pela EAESP/FGV
Professor-Adjunto da Universidade Federal de Uberlândia
Endereço: Av. João Naves de Ávila, n. 2121, Bloco F, Sala 1F-215
CEP: 38.400-902 - Uberlândia/MG - Brasil
E-mail: rodrigofmalaquias@ufu.br
Telefone: (34) 3239-4176
Ilírio José Rech
Doutor em Contabilidade e Controladoria pela FEA/USP
Professor-Adjunto da Universidade Federal de Goiás
Endereço: R. Samambaia, s/n - Campus Samambaia
CEP: 74.001-970 - Goiânia/GO - Brasil
E-mail: ilirio@usp.br
Telefone: (62) 3521-1390
Mayane Jacqueline Gonçalves de Melo
Especialista em Finanças e Controladoria Corporativa pela UNIGAP
Coordenadora do curso de Pós-Graduação - PUC-MINAS, Perícia Judicial, Grafotécnica e
Documentoscopia
Endereço: Rua Alagoas, 573, Bairro Brasil
CEP: 38.400-666 - Uberlândia/MG - Brasil
E-mail: mayanejac@yahoo.com.br
Telefone: (34) 3212-2662
Artigo recebido em 01/11/2015. Revisado por pares em 12/09/2017. Reformulado em
24/10/2017. Recomendado para publicação em 08/03/2018 por Carlos Eduardo Facin Lavarda
(Editor-Chefe). Publicado em 28/03/2018.
Kamyr Gomes de Souza, Rodrigo Fernandes Malaquias, Ilírio José Rech, Mayane Jacqueline Gonçalves de Me lo
77
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 15, n. 34, p. 76-93, jan./mar. 2018
Resumo
Os fundos de investimento têm se tornado uma opção acessível e com expressiva participação
no mercado financeiro, até mesmo para pequenos investidores. A literatura aponta alguns
fatores que afetam sua rentabilidade, geralmente relacionados à estrutura do fundo e ao
portfólio escolhido pelos gestores. Além disso, as recentes alterações nos padrões contábeis
brasileiros podem ter também afetado a rentabilidade dos fundos, a partir da postulada
melhoria na qualidade da informação e consequente redução na assimetria informacional.
Neste contexto, o objetivo do presente estudo foi analisar a relação entre a adoção das IFRS
pelas empresas abertas e a rentabilidade dos fundos de ações brasileiros. Trata-se de uma
pesquisa descritiva com abordagem quantitativa, realizada por meio de uma pesquisa
documental. Utilizou-se uma amostra de fundos de investimento em ações do tipo
Sustentabilidade/Governança e de 27 empresas de capital aberto, das quais 9 realizaram a
adoção voluntária ao padrão contábil internacional no ano de 2008. O período analisado foi de
Janeiro de 2007 a Setembro de 2013. Os resultados da pesquisa não se mostraram alinhados
às hipóteses iniciais, pois houve maior correlação da rentabilidade dos fundos com a
rentabilidade das ações das empresas antes da adoção obrigatória, ou seja, quando elas não
adotavam as normas IFRS.
Palavras-chave: IFRS; Fundos de investimento; Rentabilidade
Abstract
Mutual funds have become an accessible and meaningful participation in the financial
market, even by small investor’s option. The literature points to several factors that affect its
profitability, often related to the structure of the fund and the portfolio chosen by managers.
Moreover, recent changes in Brazilian accounting standards may have also affected the
profitability of the funds from the postulated improvement in the quality of information and
consequent reduction in information asymmetry. The aim of this study was to analyze the
influence of adopting IFRS by Brazilian companies on the profitability of Brazilian investment
funds. This is a descriptive research with quantitative approach, carried out through a
documental research. We used a sample of mutual funds in the category of
Sustainability/Governance and 27 listed companies, of which 9 underwent voluntary
compliance to international accounting standards in 2008. The period was from January
2007 to September 2013. The main results contradict the initial assumption, because there
was a higher correlation of the fund’s returns with the company’s returns before the
mandatory adoption, when they did not adopt IFRS.
Keywords: IFRS; Investment funds; Profitability
Resumen
Los fondos de inversión se han convertido en una opción asequible y con una importante
participación en el mercado financiero de Brasil, incluso para los pequeños inversores. La
literatura menciona diversos factores que afectan su rentabilidad, generalmente de la
estructura del fondo y de la cartera elegida por los gestores. Los recientes cambios en las
normas contables brasileñas también pueden haber afectado a la rentabilidad de los fondos
con la mejora en la calidad de la información contable y la consiguiente reducción de la
asimetría informativa. En este contexto, el objetivo de este estudio fue analizar la influencia
de la adopción de las IFRS en la rentabilidad de los fondos de inversión brasileños. Se trata
de una investigación descriptiva con un abordaje cuantitativo, realizado a través de la
investigación documental. Se utilizó una muestra de los fondos de inversión en acciones de
tipo Sostenibilidad / Gobernanza y 27 sociedades cotizadas, de las cuales nueve hicieron la
adopción voluntaria de normas internacionales de contabilidad en 2008. El período de
estudio fue de enero de 2007 y septiembre 2013. Los resultados de la encuesta no estaban

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO