Clima e dengue: uma ajuda para compreender a epidemia na cidade do rio de janeiro

Autor:Henderson da Silva Neiva - Cristiane Cardoso
Cargo:Graduado em Geografía - Licenciada e Bacharel em Geografía
Páginas:1135-1150
RESUMO

Este trabalho propõe analisar a relação entre o comportamento climático da cidade do Rio de Janeiro/RJ com a ocorrência dos casos de dengue durante os anos de 2010 até 2014, nos bairros Alto da Boa Vista e Santa Cruz, localizados nas Zonas Norte e Oeste, respectivamente. No aspecto climático, a pesquisa analisou as médias de temperaturas e os totais de pluviosidade para ambos os bairros,... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
Artigo recebido em: 08/02/2018 Aprovado em: 09/05/2018
CLIMA E DENGUE: uma ajuda para
compreender a epidemia na cidade do
Rio de Janeiro
Henderson da Silva Neiva1
Cristiane Cardoso2
Resumo
Este trabalho propõe analisar a relação entre o comportamento climático da
cidade do Rio de Janeiro/RJ com a ocorrência dos casos de dengue durante os
anos de 2010 até 2014, nos bairros Alto da Boa Vista e Santa Cruz, localizados
nas Zonas Norte e Oeste, respectivamente. No aspecto climático, a pesquisa
analisou as médias de temperaturas e os totais de pluviosidade para ambos os
bairros, observando a correlação com os casos de dengue registrados mensal-
mente. Concluiu que o período mais favorável à de agração da dengue ocorreu
no outono, por obter os melhores limiares térmicos e pluviométricos ao vetor.
Palavras-chave: Climatologia, dengue, Rio de Janeiro.
1 Graduado em Geogra a, Mestrando do Programa de Pós-graduação em Geogra a pela
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), Membro do Grupo de Estudos
e Pesquisa em Educação Ambiental, Diversidade e Sustentabilidade (GEPEADS). E-mail:
hendersonsn@hotmail.com / Endereço: Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro -
UFRRJ: Avenida Governador Robeto Silveira, s/n, Moquetá, Nova Iguaçu, RJ. CEP: 26210-
210.
2 Licenciada e Bacharel em Geogra a, Doutora em Geogra a pela Universidade Federal
Fluminense, Professora Associada I do Curso de Geogra a e do Programa de Pós-Graduação
em Geogra a e do Programa de Pós-Graduação em Práticas em Desenvolvimento
Sustentável da UFRRJ, membro do GEPEADS. E-mail:
cristianecardoso1977@yahoo.
com.br
MESAS TEMÁTICAS COORDENADAS
AMBIENTE, SAÚDE E POLÍTICAS PÚBLICAS EM TEMPOS
DE CRISE SOCIOAMBIENTAL
1136
Henderson da Silva Neiva | Cristiane Cardoso
CLIMATE AND DENGUE FEVER: an aid to understand the
epidemic in the city of Rio de Janeiro
Abstract
is study aims to analyze t he relation between the climatic behavior and the
occurrence of dengue fever cases in the city of Rio de Janeiro/RJ. Speci cally to
the years of 2010 until 2014, in the neighborhoods Alto da Boa Vista and Santa
Cruz, located at North and West Zones, respectively. About the climatic aspect,
the research analyzed the temperatures averages and the total of rainfall in both
neighborhoods, observing the relation with dengue fever cases registered each
month.  e conclusion was that the best period during the year to the develo-
pment of dengue fever is on autumn, due to the best temperature and rainfall
threshold.
Key words: Climatology, dengue fever, Rio de Janeiro.
1 INTRODUÇÃO
A dengue corresponde a um dos maiores problemas de saúde
pública nas cidades do Brasil e do mundo, sendo mais intensi cada
em países de clima tropical. Isto ocorre porque as condições climáti-
cas favorecem a proliferação do vetor e do vírus causador da doença,
especialmente quando associado a alguns aspectos socioeconômicos
existentes na maioria das cidades localizadas na faixa tropical do glo-
bo terrestre.
Tal característica é impulsionada por serem países que pas-
saram por um processo de urbanização tardio e muito acelerado,
levando a uma infraestrutura urbana inadequada às realidades lo-
cais, propiciando a existência de condições essenciais a diversos
problemas socioambientais, dentre eles, as doenças causadas p or
vetores. (MENDONÇA; SOUZA; DUTRA, 2009). Ainda mais por
essas enfermidades serem muito in uenciadas p or fatores como o
saneamento básico, hábitos da população urbana, o precário sistema
de políticas públicas e a ausência de uma efetiva conscientização da
população.
Com isso, o presente trabalho busca contribuir para a discus-
são das condições climáticas (temperatura e o total de precipitação
pluviométrica) existentes na cidade do Rio de Janeiro, Brasil, que
propiciam o desenvolvimento epidemiológico da dengue, analisando
como a mesma varia dentro do espaço geográ co da capital  umi-
nense. Além da variação espacial dos casos de dengue, é investigada

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO