Caminhar, cortar e colar: a propósito da comunicação da justiça pelo direito

Autor:Mônica Sette Lopes
Páginas:17-20
 
TRECHO GRÁTIS
Caminhar, cortar e colar:
a propósito da
comunicação da justiça
pelo direito
Cesarini Sforza2 e García-Gallo3 têm artigos muito
interessantes em que tentam explicar a origem da palavra di-
reito e de suas assemelhadas em outras línguas do continente
europeu (derecho – na Espanha, droit – na França, diritto – na
Itália, e assim por diante). As perguntas de que ambos partem
são as seguintes: se é tão grande a inuência do direito romano,
não seria de se esperar que a palavra que expressa esta parte da
cultura ou da experiência humana de fazer a justiça guardasse
algo da raiz latina ius? Por que esta raiz se faz presente apenas
naquilo que é mais erudito ou formal em relação ao direito
(jurisprudência, jurisdição, jurisconsulto, juiz)?
2
SFORZA, Widar Cesarini. Ius e directum: note sull’origine storica dell’idea
di direitto. Bologna: Stabilimenti Poligraci Riuniti, 1930.
3
GARCÍA-GALLO, Alfonso. Ius y derecho. Anuário de História del Derecho
Español, v. XXX, Madrid, 1960.

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO