As metodologias de ensino ativam o desenvolvimento de habilidades profissionais?

Autor:Mirian Oliveira Cruz - Gilberto José Miranda - Edvalda Araujo Leal
Cargo:Graduada em Ciências Contábeis (UFU), Uberlândia/MG, Brasil - Doutor em Ciências Contábeis (USP) - Doutora em Administração (FGV-SP)
Páginas:50-65
RESUMO

O presente estudo teve por objetivo analisar o potencial das metodologias de ensino para desenvolver as habilidades preconizadas pela IES 3- International Education Standards 3 - da IFAC - International Federation of Accountants. Para tanto, utilizou-se o levantamento com a aplicação de um questionário a uma amostra composta por 290 docentes atuantes no curso de Ciências Contábeis no Brasil. Como ... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
50
Artigo
Original
Artigo
Original
Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, v. 17, n. 45, p. 50-65, out./dez., 2020.
Universidade Federal de Santa Catarina. ISSN 2175-8069. DOI : https://doi.org/10.5007/2175-8069.2020v17n45p50
As metodologias de ensino ativam o desenvolvimento de
habilidades profissionais?
Do teaching methodologies enable professional skills development?
¿Metodologías de la enseñanza posibilitan el desarrollo de habilidades profesionales?
Mirian Oliveira Cruz
Graduada em Ciências Contábeis (UFU),
Uberlândia/MG, Brasil
mirianocruz@gmail.com
https://orcid.org/0000-0002-9457-5248
Gilberto José Miranda
Doutor em Ciências Contábeis (USP)
Professor Associado da Faculdade de Ciências Contábeis (UFU),
Uberlândia/MG, Brasil
gilbertojm@ufu.br
https://orcid.org/0000-0002-1543-611X
Edvalda Araújo Leal*
Doutora em Administração (FGV-SP)
Professora Adjunta da Faculdade de Ciências Contábeis (UFU),
Uberlândia/MG, Brasil
edvalda@ufu.br
https://orcid.org/0000-0002-7497-5949
Endereço do contato principal para correspondência*
Av. João Naves de Ávila, 2121, Bairro Santa Mônica, CEP:38400-902 – Uberlândia/MG, Brasil
Resumo
O presente estudo teve por objetivo analisar o potencial das metodologias de ensino para desenvolver as
habilidades preconizadas pela IES 3- International Education Standards 3 - da IFAC – International Federation
of Accountants. Para tanto, utilizou-se o levantamento com a aplicação de um questionário a uma amostra
composta por 290 docentes atuantes no curso de Ciências Contábeis no Brasil. Como resultado, verificou-se
concordância dos docentes quanto ao despertar de diversas habilidades por meio das metodologias de
ensino. As estratégias baseadas em procedimentos práticos, como visita técnica, prática de campo e as
estratégias baseadas na problematização, como estudo de caso, ensino e pesquisa e Problem-Based
Learning (PBL), são as metodologias que mais despertam as habilidades proposta pela IES3 segundo a
percepção dos docentes. Por outro lado, as metodologias baseadas na arte e em dinâmicas obtiveram baixos
percentuais de concordância dos professores para promover as referidas habilidades. Nesse caso, é possível
afirmar que tais metodologias são menos conhecidas pela maior parte dos docentes pesquisados.
Palavras-chave: Metodologias de ensino; Normas internacionais de educação; Habilidades
Abstract
The present study aimed to analyze the potential of teaching methodologies to develop the skills recommended
by IES 3 - International Education Standards 3 - of IFAC - International Federation of Accountants. The survey
was used with a questionnaire application, the sample is composed of 290 professors working in the course
of Accounting sciences in Brazil. The professors agreed to awaken different skills through teaching
methodologies. Strategies based on practical procedures such as technical visit, field practice and
problematization-based strategies such as case study, teaching and research and Problem-Based Learning
(PBL) are the methodologies that most awaken skills proposed by IES3 in professor’ perception. However,
methodologies based on art and dynamics obtained low percentages of professors’ agreement to promote
skills. Such methodologies are less known by most of the surveyed professor.
Keywords: Teaching methodologies; International education standards; Skills
Mirian Oliveira Cruz, Gilberto José Miranda, Edvalda Araujo Leal
51
Revista Contemporânea de Contabilidade, Florianópolis, v. 17, n. 45, p. 50-65, out./dez., 2020.
Universidade Federal de Santa Catarina. ISSN 2175-8069. DOI : https://doi.org/10.5007/2175-8069.2020v17n45p50
Resumen
El presente estudio persigue como objetivo, analizar el potencial de las metodologías de la enseñanza para
desarrollar las habilidades que fueron estandarizadas por medio de la International Education Standards
número tres (IES 3), dictada por el International Federation of Accountants (IFAC). Los datos fueron
recolectados por medio de la aplicación de cuestionarios a una muestra compuesta por 290 docentes de la
carrera de contabilidad, en Brasil. De forma general, se comprobó consenso entre los docentes hacia el
empleo de las metodologías de la enseñanza para la formación de las habilidades anteriormente referidas;
particularmente, se destacaron por estos docentes las estrategias basadas en procedimientos prácticos, tales
como, visitas técnicas y prácticas de campo, y las estrategias basadas en la problematización, dentro de estas
los estudios de casos y Problem-Based Learning (PBL); otras metodologías basadas en la arte y en la
dinámica obtuvieron bajos porcientos en la aceptación y uso para el desarrollo de habilidades profesionales.
Palabras claves: Metodologías de la enseñanza; Norma internacional de educación contable; Habilidades
profesionales
1 Introdução
A International Federation of Accountants (IFAC) é um órgão internacional que, por meio de conselhos
e comitês, tem o intuito de fortalecer a profissão contábil. A IFAC criou o Internati onal Accounting Education
Standards Board (IAESB), que é um comitê interno voltado, especificamente, ao desenvolvimento do ensino
em âmbito contábil, publicando normas que visam à melhoria do ensino contábil. Por sua vez, o IAESB publica
normas internacionais de educação contábil denominadas International Education Standards (IES).
Os aspectos econômico-sociais, culturais e jurídicos, assim como as práticas contábeis, têm, em cada
país, peculiaridades quanto à adesão às normas estipuladas pela IFAC, podendo, assim, ocorrerem
desempenhos desiguais em localidades distintas (LEMES, MIRANDA; 2014). Embora existam essas
peculiaridades relacionadas a diferentes culturas, costumes e tradições, o IAESB, por meio das IES, busca
implementar padrões educacionais voltados à contabilidade a fim de harmonizar o sistema educacional em
todas as localidades (JACOMOSSI, 2017). Na visão da IFAC, as habilidades que os profissionais contadores
devem ter até o final da graduação são definidas pela IES 3. As habilidades profissionais referem-se a
aspectos intelectuais, interpessoais e de comunicação, pessoais e organizacionais (IFAC, 2017). Para o
estudante, é essencial o desenvolvimento de capacidades críticas e habilidades com o propósito de
acompanhar os desafios e as mudanças sociais (CASTANHA et al. 2017). Crawford et al. (2014) afirmam que
um profissional contador que teve formação padronizada internacionalmente deve estar capacitado para atuar
em qualquer lugar do mundo.
Ademais, um profissional competente deve utilizar os conhecimentos e habilidades adquiridos durante
a sua graduação para atuar de forma eficiente no mercado de trabalho (KRÜGER, 2013). À vista disso, o
professor é responsável pelo desenvolvimento das habilidades de seus estudantes a partir do conteúdo
apresentado, devendo ele elaborar esse conteúdo de modo a proporcionar um clima adequado à
aprendizagem (MOURA; PEREIRA e SOUZA, 2017).
Nesse cenário, percebe-se a importância do professor no processo de ensino-aprendizagem dos
estudantes. Para Medeiros et al. (2016), as metodologias ativas são alternativas para enriquecer o ensino,
visto que o estudante torna-se o ator principal de seu processo de ensino-aprendizagem, viabilizando, assim,
o desenvolvimento de habilidades e competências. Além disso, as metodologias ativas têm o propósito de
despertar o interesse dos estudantes pelo ensino, contribuindo para uma educação mais interativa e
participativa (MEDEIROS et al. 2016).
Considerando que as metodologias utilizadas pelos professores em sala de aula despertam diferentes
habilidades e competências, o presente estudo tem o propósito de averiguar quais metodologias favorecem
o desenvolvimento das habilidades preconizadas pela IFAC, requeridas para a atuação do profissional
contábil. A pesquisa procura contribuir com o processo de ensino-aprendizagem ao apresentar diversas
metodologias de ensino que, potencialmente, despertam as habilidades requeridas pela IES 3 da IFAC, as
quais se constituem em uma importante ferramenta para o docente melhorar suas práticas pedagógicas.
2 Fundamentação Teórica
2.1 Metodologias de Ensino
O professor desempenha um papel de trabalhador social ao atuar como ponte entre o estudante e o
conhecimento, uma vez que cabe a ele se portar como mediador na construção do conhecimento,
possibilitando que o estudante aprenda a pensar e a questionar por si mesmo e não recebendo passivamente
as informações (BULGRAEN, 2010).
Os modelos tradicionais de educação têm o professor no centro do processo de ensino-
aprendizagem, atuando o estudante de forma passiva nesse processo. Segundo Castanha et al. (2017), no
modelo tradicional de ensino, o professor é detentor absoluto do saber que será transmitido,
independentemente do interesse e da participação dos estudantes.

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO