Análise da relação entre rentabilidade e estratégias de gestão do capital de giro das empresas listadas na B3

Autor:Ilírio José Rech - Moisés Ferreira Cunha - Carolina Teixeira Rabelo - Alessandra Barbosa
Cargo:Doutor em Contabilidade e Controladoria - Doutor em Contabilidade e Controladoria - Graduada em Ciências Contábeis (UFU) - Graduada em Ciências Contábeis (UFU)
Páginas:150-165
RESUMO

O objetivo principal da administração do capital de giro é manter equilíbrio entre cada um de seus componentes e, com isso, o equilíbrio entre o risco de insolvência e a rentabilidade. A empresa pode, portanto, adotar uma política agressiva ou conservadora de administração do capital de giro, dependendo da estratégia da gestão. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é analisar a influência das... (ver resumo completo)

 
TRECHO GRÁTIS
DOI: http://dx.doi.org/10.5007/2175-8069.2019v16n38p150
150
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 16, n. 38, p. 150-165,
jan./mar. 2019
Análise da relação entre rentabilidade e estratégias de gestão do capital de
giro das empresas listadas na B3
Analysis of the relationship between profitability and working capital management
strategies of companies listed in B3
Análisis de la relación entre rentabilidad y estrategias de gestión del capital de trabajo en
las empresas listadas en B3
Ilírio José Rech
Doutor em Contabilidade e Controladoria (FEA/USP)
Professor dos Programas de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (UFG e UFU)
Endereço: R. Samambaia, s/n - Campus Samambaia
CEP: 74.690-900 - Goiânia/GO - Brasil
E-mail: ilírio.jose@ufg.br
Telefone: (62) 3521-1390
Moisés Ferreira da Cunha
Doutor em Controladoria e Contabilidade (FEA/USP)
Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis (UFG)
Endereço: R. Samambaia, s/n - Campus Samambaia
CEP: 74.690-900 - Goiânia/GO - Brasil
E-mail: moises_cunha@ufg.br
Telefone: (62) 3521-1390
Carolina Teixeira Rabelo
Graduada em Ciências Contábeis (UFU)
Endereço: Avenida José Messias da Silva, nº 66, Bairro: Bosque
CEP: 38446-075 Araguari/MG - Brasil
E-mail: carolina.teixeira@ufu.br
Telefone: (34) 4242 3240
Alessandra Carneiro Barbosa
Graduada em Ciências Contábeis (UFU)
Endereço: Rua São Crispim nº 85, Bairro Sibipiruna
CEP: 38.445-128 Araguari/MG - Brasil
E-mail: alessandracbarbosa2@hotmail.com
Telefone: (34) 99896 0810
Artigo recebido em 09/11/2016. Revisado por pares em 22/08/2018. Reformulado em
04/03/2018. Recomendado para publicação em 25/03/2019 por Carlos Eduardo Facin Lavarda
Editor-Chefe). Publicado em 31/03/2019.
Análise da relação entre rentabilidade e estratégias de gestão do capital de giro das empresas listadas na B3
151
ISSN 2175-8069, UFSC, Florianópolis, v. 16, n. 38, p. 150-165, jan./mar. 2019
Resumo
O objetivo principal da administração do capital de giro é manter equilíbrio entre cada um de
seus componentes e, com isso, o equilíbrio entre o risco de insolvência e a rentabilidade. A
empresa pode, portanto, adotar uma política agressiva ou conservadora de administração do
capital de giro, dependendo da estratégia da gestão. Nesse sentido, o objetivo deste artigo é
analisar a influência das estratégias de gestão do capital de giro na rentabilidade das empresas
listadas na B3. Foi, então, selecionada uma amostra de 152 empresas listadas na B3 e
segregadas entre política agressiva ou conservadora de gestão do capital de giro. O período
analisado foi de 2000 a 2014 e os dados coletados consistem de ativo circulante, passivo
circulante, ativo total, rentabilidade do ativo total e rentabilidade do patrimônio líquido. Os
dados foram organizados e analisados com base na regressão simples e multivariada. Os
resultados indicam que a estratégia de investimento em capital de giro influencia positivamente
a rentabilidade do ativo total e do patrimônio líquido. No que diz respeito à política de
financiamento, verificou-se que as empresas, quando analisadas em conjunto, apresentaram
influência negativa da agressividade de financiamento na rentabilidade do ativo e do patrimônio
líquido. No entanto, as empresas que adotam agressividade na política de financiamento acima
da média e apresentam rentabilidade sobre o ativo acima da média representam influência
positiva da política de financiamento na rentabilidade.
Palavras-chave: Capital de giro; Rentabilidade; Estratégia agressiva; Estratégia conservadora
Abstract
The main purpose of working capital management is to maintain a balance between each of its
components and, therefore, the balance between insolvency risk and profitability. The company
can therefore adopt an aggressive or conservative policy of working capital management,
depending on the management strategy. In this sense, the purpose of this article is to analyze
the influence of working capital management strategies on the profitability of the companies
listed in B3. It was then selected a sample of 152 companies listed in B3 and segregated between
aggressive or conservative policy of working capital management. The period analyzed was
from 2000 to 2014 and the data collected consists of current assets, current liabilities, total
assets, total assets profitability and net assets' profitability. Data were organized and analyzed
based on simple and multivariate regression. The results indicate that the investment strategy
in working capital positively influences the profitability of total assets and shareholders' equity.
As regards the financing policy, it was verified that the companies, when analyzed together,
had a negative influence of the aggressiveness of financing on the profitability of assets and
equity. However, companies that adopt aggressive financing policies above average and show
above-average return on assets represent a positive influence of the financing policy on
profitability.
Keywords: Working capital; Profitability; Aggressive strategy; Conservative strategy
Resumen
El objetivo principal de la administración del capital de trabajo es mantener el equilibrio entre
cada uno de sus componentes y, con ello, el equilibrio entre el riesgo de insolvencia y la
rentabilidad. La empresa puede, por lo tanto, adoptar una política agresiva o conservadora de
administración del capital de trabajo, dependiendo de la estrategia de la gestión. En este
sentido, el objetivo de este artículo es analizar la influencia de las estrategias de gestión del
capital de trabajo en la rentabilidad de las empresas listadas en la B3. Se seleccionó una
muestra de 152 empresas listadas en la B3 y separadas entre política agresiva o conservadora
de gestión del capital de trabajo. El período analizado comprendió 2000-2014 y los datos
colectados fueron los referidos a las cuentas activo circulante, pasivo circulante, activo total,
rentabilidad del activo total y rentabilidad del patrimonio neto. Los datos fueron organizados

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO