• Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação

Editora:
Universidade Federal de Santa Catarina
Data de publicação:
2011-03-10
ISBN:
1518-2924

Descrição:

Encontros Bibli: revista eletrônica de biblioteconomia e ciência da informação tem como missão difundir o conhecimento novo e inovador em Biblioteconomia, Ciência da Informação, Arquivologia e áreas correlatas abrangendo interesses técnico-tecnológicos e humano-sociais. Está direcionada para pesquisadores, docentes, discentes e demais profissionais. Recebe originais inéditos de artigos em Biblioteconomia, Ciência da Informação, Arquivologia e áreas correlatas resultantes de pesquisa científica; originais de ensaios de carater teórico fundamentados em revisão de literatura; resenhas de livros de edições recentes.

Documentos mais recentes

  • Aspectos ontológicos e epistemológicos em terminologias clínicas: em busca de interoperabilidade semântica no ambiente clínico

    A melhoria no atendimento continuado a uma enorme população em hospitais e postos de saúde é um desafio para a sociedade brasileira. Um dos problemas que profissionais de saúde não podem resolver sozinhos é a dificuldade de integração entre os diversos registros médicos para o mesmo paciente, dispersos em diferentes sistemas, espalhados por diferentes regiões geográficas e temporais. O presente artigo investiga a ambiguidade inerente às terminologias clínicas, a qual impacta na possibilidade de interoperabilidade semântica entre prontuários eletrônicos de pacientes. Como solução, estuda-se como "ancorar" termos representativos de entidades médicas com semântica pouco definida a recursos ontológicos semanticamente bem definidos. O duplo processo de ancoragem criado objetiva reduzir a ambiguidade dos termos e expressões, de forma a mitigar a falta de interoperabilidade semântica entre sistemas de informação médicos. Espera-se que essa pesquisa promova avanços para os sistemas de informação usados em unidades de saúde e, em última instância, para o atendimento e o cuidado continuado ao cidadão, através de técnicas da Ciência da Informação

  • A Cultura organizacional e o direito à informação

    Objetivo: Analisa o acesso à informação pública sob a ótica da cultura organizacional de uma universidade pública, buscando saber se as instituições de ensino, mesmo afeitas à produção e disseminação de informações sistematizadas na forma de conhecimento, revelam uma cultura organizacional diferente quando se trata de informações públicas. Método: A pesquisa de campo, com abordagem quantitativa foi realizada com professores e técnicos do Instituto de Ciências Sociais Aplicadas da Universidade Federal do Pará e revelou os seguintes fatores de influência: Legitimidade da Administração Pública, Resultado: Utilização Indevida da Informação Pública e Perda do controle da informação, em dois grupos: um favorável à política de amplo acesso às informações e outro que se mostrou reticente quanto à divulgação das informações. Conclusões: Embora os entrevistados percebam a política de amplo acesso às informações públicas como um avanço na perspectiva social, ainda persiste na cultura organizacional a perspectiva do segredo e da propriedade da informação pública

  • A produção científica sobre preservação de websites em língua portuguesa

    O presente artigo apresenta uma análise quantitativa e qualitativa da produção científica sobre a temática "Preservação de websites" e "Arquivamento da web", com a aplicação da metodologia de seleção e análise de bibliografias, sendo estas, parte norteadora para a compreensão da atual situação da produção científica hoje, nos países Ibero-americanos. Define o termo "Preservação de Websites" e apresenta seus objetivos. Para o desenvolvimento da pesquisa foi feita uma busca na base oasisbr e a metodologia usada foi a análise dos conteúdos dos trabalhos encontrados. Pode trazer um auxílio aos pesquisadores no entendimento do tema e como está se comportando produção científica até o momento

  • Aspectos da organização do conhecimento segundo alguns parâmetros da obra de Ludwig Wittgenstein

    Objetivo: O filósofo austríaco Ludwig Wittgenstein jamais se ocupou da organização do conhecimento (OC) tal como o fazemos no mundo contemporâneo, no entanto, as noções mais importantes alicerçadas em suas obras (Tractatus e as Investigações Filosóficas) poderiam nos municiar de interessantes hipóteses no sentido de compreender, organizar e esclarecer o conceito de informação que baliza todo o processo de OC. A partir de tais delineamentos, pretende-se demonstrar que os dilemas típicos da organização do conhecimento que se enfrenta na atualidade são consonantes a muitos dos problemas que o filósofo austríaco abordou em suas obras, sendo que o conceito de informação é trabalhado a partir da noção de linguagem. Método: Levantamento bibliográfico para embasamento teórico e fundamentação das argumentações desenvolvidas. Conclusão: No Tractatus, tese maior do referido filósofo, sugere que nossos problemas filosóficos seriam problemas de linguagem - a natureza dos imbróglios filosóficos se daria por conta da formulação de pseudoproposições e a falta de reflexão sobre a natureza lógica da linguagem. Nas Investigações Filosóficas, muda-se o panorama: a proposição não possui um modelo fixo, depende do uso que fazemos dela

  • Recomendações para a integração de publicações ampliadas em repositórios digitais confiáveis

    As publicações ampliadas se configuram como objetos digitais compostos e estão adquirindo relevância na pesquisa científica como forma para compartilhar os dados de pesquisa. Após analisar as publicações ampliadas e as abordagens presentes na literatura, descrevem-se as iniciativas atuais para arquivamento em repositórios de objetos de pesquisa. Como ponto principal do trabalho combinam-se os requerimentos gerais para repositórios digitais confiáveis da Research Library Group (RLG) e Online Computer Library Centre (OCLC), as pautas da norma ISO 16363:2012 e os requerimentos para sistemas de informação que trabalhem com publicações ampliadas. Como resultado propõem-se recomendações e formas de execução para a integração de publicações ampliadas em repositórios digitais confiáveis. Estas recomendações podem servir como base para futuros desenvolvedores de repositórios que queiram construir um marco de trabalho confiável para este tipo de publicações

  • Informação como prova ou monumento: materialidade, institucionalidade e representação

    Objetivo: Analisar a informação como prova ou monumento a partir de uma perspectiva interdisciplinar, para, especificamente, realizar uma reflexão sobre as implicações epistemológicas e políticas em modos de representação a partir da consideração da materialidade e da institucionalidade da informação. Método: Lança mão de revisão de literatura não exaustiva mediante saberes da ciência da informação, bem como das perspectivas documental, judiciária, historiográfica, arquivística e diplomática que encontram no documento seus subsídios teóricos, metodológicos e operacionais. A seleção dos autores dos campos abordados segue a trilha daqueles que apresentam contribuições significativas em perspectivas teóricas francófonas. Resultado: A transformação da "evidência" materializada em "coisa" institucionalizada e em meio de "prova" pressupõe: a) sujeitos com alguma autoridade, b) documento que congrega dimensões epistemológica e política sintetizadas em sua condição perene e material (suporte) e efêmera e imaterial (pragmática e simbólica). Conclusões: As implicações epistemológicas e políticas de modos de representação são evidenciadas mediante os enunciados: a) "o documento, quando autêntico, leva à verdade", orientador da "informação como prova" para representação da realidade social; e b) "todo documento é um monumento", orientador da "informação como monumento" para a legitimação de discursos sobre a realidade

  • Comunicação Científica Visual: abordagens na Ciência da Informação

    O presente artigo apresenta uma discussão acerca da comunicação científica realizada com base em registros visuais, conceituada como comunicação científica visual. Para tal abordagem, realizou-se uma revisão integrativa buscando identificar, a partir de um levantamento na Base de Dados Referenciais de Artigos e Periódicos em Ciência da Informação (BRAPCI), na Base de Dados de Teses e Dissertações do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (BDTD/IBICIT) e nos anais do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (ENANCIB), a compreensão acerca desse conceito e de como a comunicação científica visual é discutida na área da Ciência da Informação (CI), com ênfase nos documentos iconográficos. Os resultados levantados evidenciam que a comunicação realizada nessa área do conhecimento se restringe aos documentos escritos e textuais, com ênfase na análise bibliométrica de periódicos científicos. Assim, tem-se como consideração final que há uma incipiência de trabalhos que contemplam os registros visuais como sendo portadores de um dado conhecimento científico que possibilita a divulgação de informações científicas sobre uma determinada temática. Destarte, o trabalho inicial realizado possibilita um debate que verse sobre a referida temática contribuindo para uma discussão mais abrangente no que concerne à publicização da produção de informações científicas

  • Análise Altmétrica da Produção Científica das Revistas brasileiras em Ciência da Informação Qualis A1 (2011-2017) no Mendeley

    Objetivo: Analisa a atenção online no Mendeley recebida pelas revistas brasileiras em Ciência da Informação Qualis A1 publicadas no período de 2011-2017. Método: De caráter quali-quantitativo e exploratório, utilizou a altmetria para análise dos dados. Resultado: A pesquisa mostrou que 71,0% das publicações foram marcadas no Mendeley por pelo menos um usuário: Transinformação (78,0%), Perspectivas em Ciência da Informação (71,0%) e Informação & Sociedade (67,0%). Em análise das marcações por perfil ocupacional dos usuários no Mendeley, destacam-se estudantes de mestrado (22,0%), doutorado (20,0%) e graduação (16,0%). Na sua maioria, os usuários que marcam itens são de nacionalidade brasileira (63,0%), mas há também marcadores do continente europeu: Portugal (10,0%) e Espanha (6,0%) e sul-americano: Colômbia (8,0%). Conclusões: Conclui que o Mendeley tem demonstrado ser uma importante mídia social para a altmetria e para a avaliação da atenção online de publicações científicas

  • Localizador de especialistas: uma plataforma tecnológica para a identificação e o compartilhamento do conhecimento dos interagentes de uma unidade de informação

    Objetivo: Caracteriza-se como um estudo focado no desenvolvimento de um serviço tecnológico para bibliotecas universitárias baseado nos preceitos da biblioteca do futuro. Busca contribuir com o melhor aproveitamento do capital intelectual existente entre os membros da comunidade acadêmica, evitando assim o desperdício do recurso institucional na contratação de especialistas externos e melhorando a eficiência da instituição com a aproximação de grupos de interesse, possibilitando assim o desenvolvimento de trabalhos colaborativos. Objetiva relatar a experiência do desenvolvimento de um protótipo tecnológico denominado Localizador de Especialistas, concebido como um possível serviço a ser ofertado pelas bibliotecas universitárias à sua comunidade acadêmica. Método: Explicativa e descritiva quanto aos seus objetivos, a presente pesquisa aplicada utilizou-se do estudo de caso como procedimento técnico, pois buscou analisar profunda e exaustivamente as tecnologias disponíveis para proposição de um novo serviço e desenvolvimento do protótipo tecnológico. Resultados: Foram definidos os requisitos funcionais necessários para o funcionamento do sistema, posteriormente apresentou-se a ferramenta tecnológica desenvolvida por meio de um software de código aberto pré-existente e por fim a proposta de operacionalização do serviço. Conclusões: Conclui-se que o Localizador de Especialistas é um serviço viável para implementação em bibliotecas universitárias, pois é de baixo custo e rápida execução, extrapolando os serviços tradicionais da biblioteca e contribuindo para a construção coletiva e colaborativa do conhecimento

  • Editorial

Documentos em destaque