• Revista Direitos Culturais

Editora:
Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões
Data de publicação:
2010-07-09
ISBN:
2177-1499

Descrição:

Busca construir e consolidar a pesquisa científica por meio
da formação de pesquisadores, docentes e demais profissionais para actuar na área
do Direito, enfocando a temática sociocultural do multiculturalismo e a
interdisciplinaridade como referência metodológica e gerar condições e possibilidades
de aplicabilidade na realidade regional, de maneira crítica e reflexiva, da pesquisa
desenvolvida, como contribuição prática de alternativas de coexistência sustentável
dos diferentes grupos culturais que constituem a sociedade contemporânea.

Documentos mais recentes

  • A emergência do paradigma multicultural sob a ótica do supremo tribunal federal

    A complexização das relações sociais colocou em discussão a racionalidade jurídica da modernidade, pautada, dentre outros aspectos, pela distinção entre direito público e direito privado. As alterações políticas na atuação do Estado acarretaram uma indefinição acerca das fronteiras entre as áreas do poder público e da sociedade civil. A emergência da problemática do multiculturalismo se coloca neste contexto, inserindo no debate político a temática do reconhecimento cultural. A adoção, no cenário brasileiro, de políticas públicas de reconhecimento levou esta discussão para o âmbito do Poder Judiciário, onde foi possível constatar, a partir da análise de decisões do Supremo Tribunal Federal, a consolidação de um paradigma multicultural.

  • Imigrações e instituições de fronteira: bolivianos em Corumbá, MS

    Este artigo é fruto de demandas apresentadas em reuniões do Gabinete Multissetorial Integrado da Fronteira Bolívia - Brasil (Comissão Bilateral), quanto à imigração de bolivianos. Trata-se de levantamento do Ponto de Migração Terrestre em Corumbá (PMTC) da Polícia Federal, ambiente onde se operacionaliza o controle migratório. Foram analisados os ambientes externos ao Ponto, bem como, as percepções que os policiais têm sobre esses imigrantes. Ainda, foram realizadas abordagens junto aos imigrantes, com o objetivo de averiguar nossa principal hipótese: a desinformação das leis migratórias brasileiras como elemento que reforçaria o grau de vulnerabilidade que eles têm perante o processo de ingresso no Brasil.

  • Direitos humanos e cidadania: o desafio de estabelecer interlocuções multiculturais necessárias à jurisdição cosmopolita

    O presente ensaio tem o objetivo de contribuir à reflexão acerca da possibilidade de criação de uma jurisdição cosmopolita, levando-se em consideração os conflitos decorrentes da universalização da cidadania e dos direitos humanos, bem como da concretização e respeito à cidadania multicultural. Desta forma, o ensaio se inicia pela apresentação de uma breve analise quanto à atual crise do Estado contemporâneo, para depois avaliar a evolução e a relação existente entre a cidadania universal e multicultural, assim como os possíveis conflitos que possam surgir em face destes direitos, averiguando as prováveis alternativas para a resolução dos mesmos e evitando, assim, uma ocidentalização da cultura mundial e a criação de uma jurisdição cosmopolita. Nesta seara, analisar-se-á a concepção mul...

  • A proteção e fomento do direito à cultura em ambientes multiculturais: aspectos culturais da globalização e desenvolvimento.

    San Sebastián, Espanha, foi eleita como Capital Europeia da Cultura para o ano 2016. A chamada capitalidade europeia é uma iniciativa da União Europeia que tem como objetivo fomentar não somente a convivência entre diferentes culturas (necessária para que seja possível o projeto de União Europeia que os dirigentes comunitários promovem), mas também o diálogo e aproximação entre as culturas presentes no continente. A aceitação da cultura e das particularidades culturais é um objetivo constante em uma Europa onde todos os Estados membros mantêm a sua soberania, não obstante a influência direta das decisões adotadas pelas instituições comunitárias na vida dos cidadãos. Em outra perspectiva, o modelo de União adotado no continente europeu pode servir de exemplo (tanto positivo como negativo...

  • Desmistificando as ações afirmativas: uma abordagem dialética do campo teórico sobre a institucionalização da tutela da diferença

    As políticas públicas afirmativas surgiram no Brasil, baseadas no modelo americano, na década de 1990, tendo sido formalizadas através, da Lei 12.711, apenas em 2012. Estas ações preveem a inclusão social de afrodescendentes no ensino superior público e mercado de trabalho, visando a melhoria das condições educacionais, de emprego e salariais desse grupo minoritário, a fim de se combater as discrepâncias históricas originadas, o que despertou e ainda tem ocasionado inúmeros debates tanto entre a população, como por juristas e estudiosos das mais diversas áreas do saber. Após dez anos da existência dessas medidas e da legislação que veio regulamentá-las, as críticas e controvérsias em relação a estas políticas públicas são bastante intensas. Em virtude dessas críticas e da contrariedade ...

  • Desobediência Civil no Estado de Direito: aspectos conceituais e reflexões sobre sua relação com o acesso à Justiça

    O presente artigo trata do instituo da desobediência civil, apresentando considerações sobre o seu conceito e sobre as suas principais características. Aborda também as possibilidades de justificar, tanto em termos ético-políticos quanto em termos jurídicos, o instituto, considerando o contexto e a lógica do Estado de Direito. Indica, por fim, possibilidades de relacionar a desobediência civil com o direito de acesso à justiça, após breves considerações sobre este direito.

  • Os direitos humanos e a liberdade dos povos: uma análise da necessidade e possibilidade de universalização desses direitos

    Os Direitos Humanos é um tema recente na história humana, que divide opiniões acerca da necessidade e possibilidade de se cumprir a sua característica principal, que é a universalização desses direitos, fazendo surgir duas linhas antagônicas, o universalismo e o relativismo cultural. Para melhor compreensão desse fenômeno nominado de Direitos Humanos, inicia-se o trabalho com uma revisão histórica da expansão do homem sobre a terra e as consequências advindas da primeira diáspora humana. Na sequência, faz-se uma análise da formação e fundamentação filosófica dos sistemas morais, tomando-se por base a filosofia kantiana extraída da obra "a paz perpétua". Logo em seguida, busca-se a motivação e fundamentação histórica da formação dos direitos humanos, e, também, do relativismo e do univer...

  • A luta pelo reconhecimento no estado de exceção: uma gramática crítica da exclusão social

    O artigo pretende estabelecer a relação existente entre os principais eventos transformadores da história mundial e a influência na formação da sociedade disciplinar e o seu consequente trânsito à sociedade do controle. Importa situarmos o contexto econômico e temporal experimentado, os quais aviltaram o Estado impondo a carência de condições em arcar com políticas compensatórias. Origina-se a partir de então, como reflexo imediato e conveniente, o aumento indiscriminado do controle social através de seus instrumentos e táticas criminalizantes. Dessa maneira, criam-se situações emergenciais num estado de exceção que legitimam procedimentos e transformam os sujeitos em homens nus (homo sacer), intensificando sobremaneira a busca pelo reconhecimento social por meio de processos violentos....

  • A regra de reconhecimento em hart

    O artigo faz uma leitura da obra o "Conceito de Direito" de Herber Hart, inserida na Filosofia Pragmática, de onde o autor trabalha as estruturas do Direito, do caso concreto, através da lingüística. Afirma que o Direito sofre um processo de legitimação social, tornando-se uma instituição da sociedade. Levanta-se a questão da legitimação, no entanto essa questão tende a reconhecer a conduta como fundamento do sistema, privilegiando a instituição.

  • Conhecer os direitos humanos em Dom Quixote: A dicotomia entre idealidade e realidade

    O trabalho tem por objeto a relação entre Direito e Literatura, principalmente a compreensão do diálogo entre o idealismo e a imanência dos Direitos Humanos à luz da narrativa Dom Quixote, de Cervantes. No intuito de interconectar os campos cognitivos do Direito e da Literatura e, uma vez que inexiste uma Teoria do Direito & Literatura, foi utilizado o método anarquista postulado por Feyerabend. Assim, em primeiro lugar, o estudo centrou-se na investigação do que é uma grande obra de arte, em sua vinculação com a dignidade humana. Sequencialmente, o artigo foi ao encontro de seu objetivo: analisar o idealismo dos Direitos Humanos, presente no discurso tradicional dos Direitos Humanos positivados, em sua máxima expressão, a Declaração Universal de 1948; em sua vinculação ao personagem Do...

Documentos em destaque